YouTube volta atrás sobre remoção de conteúdos relacionados a criptomoedas

Recentemente, o CriptoFácil noticiou uma estranha investida do YouTube contra conteúdos focados em criptomoedas. A ação foi realizada sem aviso prévio, o que causou indignação e surpresa em muitos produtores de conteúdo do mercado de criptoativos. Apesar da confusão gerada, o YouTube se pronunciou apenas nesta quinta-feira, 26 de dezembro, afirmando que a investida foi “um erro da parte deles”.

Foi sem querer

O produtor de conteúdo The Moon, reconhecido internacionalmente na criptoesfera, foi em seu Twitter nesta sexta-feira para informar que o expurgo do YouTube havia atingido seu canal.

“O expurgo do YouTube atingiu meu canal!

Um vídeo do dia 27 de janeiro deste ano ‘quebrou as regras’ porque é ‘danoso e perigoso’.

Claro, o Bitcoin é danoso e perigoso para os bancos, mas isso é ridículo.”

O YouTube então respondeu ao tuíte de The Moon, afirmando que tudo foi um erro da parte deles:

“Opa, isso foi um erro da nossa parte durante um processo de análise – seu vídeo será colocado de volta no ar e os strikes serão removidos. Informe-nos se não corrigir!”

Além desta declaração, o Decrypt entrou em contato com o YouTube, tendo um representante da plataforma afirmado:

“Com o volume massivo de vídeos em nosso site, às vezes nós erramos. Quando chega ao nosso conhecimento que um vídeo foi removido de forma errônea, nós agimos rapidamente para colocá-lo de volta no ar.”

Parece que o YouTube está colocando os vídeos de volta ao ar de forma vagarosa e, mesmo após as declarações, usuários continuam sendo afetados.

Canais brasileiros não escaparam

Nem mesmo os canais brasileiros sobre criptomoedas deixaram de ser afetados. Canais como Economista Sincero, Canal Dinheiro, Crypto TchapsBitNada foram afetados pela recente ação do YouTube.

O CriptoFácil conversou com Felipe Escudero, produtor de conteúdo do canal BitNada, para entender como a movimentação errônea do YouTube afetou seu canal. Escudero declarou:

“Dia 23 de dezembro loguei pela manhã habitualmente no YouTube e recebi uma advertência sobre um vídeo de dois anos atrás, com a bandeira de ‘conteúdo nocivo ou perigoso’. Minutos depois, chegaram dezenas de mensagens de inscritos sobre outros canais relacionados a criptomoedas pelo mundo sendo deletados. Hoje [26 de dezembro], recebi uma suspensão de sete dias por outro vídeo de quase dois anos atrás. O motivo foi o mesmo.”

Ele completou:

“Às cegas, deletei cerca de 350 vídeos em uma tentativa de me antecipar ao próximo vídeo suspenso pela plataforma. Com isso, perdi cerca de 1,5 milhão de visualizações e não tenho nenhuma certeza se o canal continuará online nas próximas horas.”

Escudero afirmou que, mesmo após o YouTube se pronunciar dizendo que restituiria os vídeos sobre criptomoedas no ar, seu canal recebeu uma suspensão de sete dias. O produtor de conteúdo do BitNada conclui dizendo que o episódio o desanimou bastante, e reforça a necessidade de descentralizar a internet.

Leia também: Por que o YouTube está reprimindo canais relacionados às criptomoedas?

Forex Crypto News: Cripto Facil