YouTube retira vídeos sobre criptomoedas do ar sem aviso prévio

O YouTube tem sido a maior plataforma de vídeos ao redor do mundo há mais de uma década e, ao longo dos anos, já teve alguns problemas com seus criadores de conteúdo. De acordo com o Bitcoinist, embora a maior parte desses problemas tenha raízes em problemas reais envolvendo a natureza do conteúdo publicado, a plataforma atualmente está investindo contra conteúdos envolvendo criptomoedas sem razão aparente.

Sem aviso prévio, o YouTube recentemente removeu diversos vídeos envolvendo criptomoedas de quase todos canais dedicados às moedas digitais. Eles não investiram apenas contra potenciais golpistas e desconhecidos, mas também contra influenciadores conhecidos.

“O YouTube removeu a maior parte dos meus vídeos relacionados a criptomoedas, citando conteúdo perigoso ou danoso, além de venda de produtos regulamentados. São 10 anos produzindo vídeos, mais de 200 mil inscritos e mais de 7 milhões de visualizações. O que diabos vocês estão fazendo, YouTube?”

Claro, o YouTube é notório por não ser um dos maiores fãs das criptomoedas. Porém, a menos que o conteúdo viole explicitamente os termos de serviço da companhia, ele geralmente é desmonetizado. Isso geralmente se aplica a vídeos que possuem palavrões ou com conteúdo considerado inapropriado por algum outro motivo.

Entretanto, embora o YouTube sempre se esforce para esclarecer sobre suas políticas e decisões, o novo banimento sobre conteúdos envolvendo criptomoedas surpreendeu muitos – principalmente por se dar sem aviso prévio.

YouTubers como Chris Dunn, Node Investor, Chico Crypto e muitos outros foram até o Twitter reclamar sobre a recente ação da plataforma. Alguns criadores de conteúdo foram até mesmo banidos por uma semana, alguns até por mais tempo.

“Feliz Natal pra você também, YouTube. Aparentemente, um vídeo que eu publiquei há dois anos sobre criptomoedas é agora ilegal. As regras estão mudando.”

Enquanto isso, a única dica que o YouTube ofereceu foi um email notificando os criadores de conteúdo, declarando que os vídeos estão violando diretrizes da comunidade. A plataforma classificou os conteúdos como “danoso” ou “perigoso”.

Até o momento, o YouTube não prestou detalhes sobre sua decisão. Contudo, o mercado de criptoativos já começou a especular, com alguns usuários acreditando que pode ser uma medida de segurança, ou uma restrição relacionada a anúncios que foi longe demais.

Enquanto isso, criadores de conteúdo estão planejando deixar a plataforma em busca de uma solução descentralizada, onde tais incidentes não seriam possíveis. Além disso, o Twitter ainda permanece como uma plataforma amigável às criptomoedas – e provavelmente continuará assim. Seu criador, Jack Dorsey, até mesmo falou sobre planos de mover o Twitter para uma blockchain e torná-lo descentralizado.

Leia também: Blockchain pode ser usada para descentralizar o Twitter

Forex Crypto News: Cripto Facil

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *