Xapo anuncia suspensão de compra de criptomoedas com cartão de crédito

Xapo anuncia suspensão de compra de criptomoedas com cartão de crédito

A Xapo, carteira e custodiante de Bitcoin, suspendeu o suporte a pagamentos com cartão de crédito para compras de criptoativos. A empresa enviou um comunicado aos clientes na sexta-feira, 12 de junho, explicando as mudanças.

A Xapo disse que seus usuários não poderiam adicionar fundos à sua conta através de cartões de crédito. A medida começou a valer a partir de 11 de junho.

Também foram colocadas restrições para transferências bancárias. Elas somente serão suportadas acima de um determinado valor mínimo, que dependerá de qual país o usuário reside.

“Se você fizer uma transferência, o aplicativo detectará seu país de residência. Feito isso, ele especificará o valor mínimo (de transferência)”, disse o e-mail da empresa.

No entanto, a empresa garantiu que a custódia e as transferências de Bitcoin seguirão normalmente.

“Fique tranquilo, essas alterações não afetarão seus serviços de carteira Xapo e seus Bitcoins permanecerão seguro e protegido conosco (como sempre). A transferência e entrada de Bitcoins não será afetada.”

Xapo anuncia mudança de sede

As mudanças ocorreram depois que a Xapo anunciou em 5 de maio sua transformação em um banco digital no final de 2020. Em agosto, a empresa foi adquirida pela exchange Coinbase, numa das principais aquisições daquele ano.

Além das mudanças, a Xapo também mudará sua sede. A empresa retirou suas operações da Califórnia e está de mudança para Gibraltar. O território, atualmente sob controle do Reino Unido, oferece uma estrutura reguladora para empresas de criptoativos. Ainda assim, estabelece um alto padrão para aprovações.

Conforme relatado pelo CriptoFácil, a compra da Xapo pela Coinbase marcou o retorno da empresa ao Brasil. Portanto, se você utiliza a conta da Xapo, fique de olho em seu aplicativo para conferir as mudanças.

No início deste mês, foi instaurada uma ação contra a Xapo e a exchange Indodax por supostamente manter Bitcoins roubado. A pessoa que moveu a ação ação legal está tentando forçar as empresas a entregarem quase 500 Bitcoin (cerca de R$ 24 milhões) que ele afirma ter perdido em um ataque hacker.

Leia também: Famoso apresentador brasileiro fala sobre ofertas de ganho fácil com criptomoedas: “é tromba”

Leia também: Grande rede de IPTV é derrubada e policiais encontram criptomoedas

Leia também: Vítima perde economia de 20 anos ao investir em pirâmide de criptomoedas

Forex Crypto News: Cripto Facil