União Europeia planeja sistema de pagamentos instantâneos para reduzir dependência dos EUA

A União Europeia (UE) planeja construir um sistema de pagamentos instantâneos com o objetivo de diminuir o domínio dos gigantes de pagamentos dos Estados Unidos em todo o continente e, consequentemente, a dependência do bloco desses serviços.

Durante uma conferência realizada na última terça-feira, 26 de novembro, o vice-presidente da Comissão Europeia Valdis Dombrovskis disse, conforme relatado pela Reuters, que sua equipe está planejando lançar o sistema pan-europeu de pagamentos até o final de 2021.

“Em 2021, todos na UE, pessoas e empresas, deverão poder realizar transações de pagamento instantâneo doméstico e transfronteiriço em todas as situações de pagamento, por meio de bancos”, disse Dombrovskis.

A Europa já possui um sistema de pagamento instantâneo chamado TIPS [sigla para Sistema Instantâneo de Pagamentos], mas os bancos têm demorado a aderir ao sistema, o que fez o seu impacto ser pouco significativo.

Durante a mesma conferência, o membro do conselho do Banco Central Europeu (BCE) Benoit Coeure disse que a Europa deve superar sua dependência de provedores de pagamento sediados nos EUA, como Visa, MasterCard, Amazon, Apple e PayPal.

“A Europa corre o risco de perder sua vantagem econômica. As soluções específicas de cada país carecem do tamanho e escala necessários, e a fragmentação nacional paralisou a concorrência e sufocou a inovação no nível pan-europeu”, afirmou Coeure.

Além dos sistemas tradicionais, a Europa também estuda outras opções, incluindo a criação de uma moeda digital como alternativa a projetos privados como a Libra, liderada pelo Facebook. O relatório de andamento das atividades do novo projeto europeu está previsto para sair nos próximos meses.

Leia também: União Europeia lança iniciativa de investimento para blockchain e IA estimada em €400 milhões

Forex Crypto News: Cripto Facil