Tabeliã brasileira escreve texto ressaltando a praticidade da tecnologia blockchain

Fernanda de Freitas Leitão é tabeliã do 15° Ofício de Notas do Rio de Janeiro. O cartório foi o primeiro a realizar a compra de um imóvel utilizando a tecnologia blockchain e eliminando os muitos intermediários necessários até então.

Leitão inicia o texto com a seguinte passagem:

“Imagine comprar um imóvel no conforto da sua casa e em pouquíssimo tempo, com a emissão e verificação de todos os documentos necessários. Já pensou em fazer tudo isso em qualquer dia fora do horário de expediente, até no domingo?”

No texto, ela descreve a transação imobiliária realizada pelo cartório. Nas linhas, Leitão mostra seu apreço pela praticidade da tecnologia blockchain no cotidiano das pessoas:

“A tecnologia chegou para desburocratizar a vida do cidadão e, ao mesmo tempo, ampliar a segurança jurídica nas relações comerciais. Elimina o uso de papel, o que salva árvores, reduz a despesa com espaços para guardá-los, livra os ambientes de ácaros e traças e reduz os riscos de perda de documentos em ocorrências como incêndio ou inundação. Se as transações são feitas sem sair de casa, é fácil pensar no ganho da qualidade de vida, com menos engarrafamentos e emissão de carbono.”

Ela descreve ainda, de forma breve, as particularidades da blockchain e como a tecnologia – com sua imutabilidade e capacidade de armazenamento offline – pode ser segura em relação a fraudes.

Leitão conclui sobre a tecnologia blockchain:

“Como toda grande mudança, a blockchain gera desconfianças. É natural a dificuldade de compreensão de como funciona uma tecnologia transformadora dessa magnitude. No entanto, à medida em que essa tecnologia for entrando no cotidiano das pessoas, não vejo como não ser abraçada pela sociedade com rapidez. Todas as tecnologias disruptivas vêm na forma de rolo compressor.”

Leia também: OAB/DF usa blockchain para eleger representantes ao Tribunal de Justiça do Distrito Federal

Forex Crypto News: Cripto Facil