Streamer Gaules reconhece criptomoedas como investimento em sua transmissão

Streamer Gaules reconhece criptomoedas como investimento em sua transmissão

Alexandre Borba Chiqueta é mundialmente conhecido como Gaules. O streamer brasileiro é um dos maiores do mundo da plataforma Twitch, conhecido pelo seu jeito irreverente.

No dia 19 de junho, ao falar sobre itens de um jogo, Gaules afirmou que tais itens devem ser interpretados como “ações na bolsa, como criptomoedas”.

Skins são como criptomoedas

Gaules apresenta partidas do jogo Counter-Strike Global Offensive (CSGO) em seu canal da Twitch.

O CSGO é um jogo que completou 21 anos na última sexta-feira, e conta com um mercado paralelo de “skins”. Skins são tinturas para as armas do jogo, cujos preços variam entre alguns Reais para dezenas de milhares de Reais.

Tais skins são comercializadas em diferentes plataformas, como se fossem commodities.

Durante uma transmissão em seu canal na Twitch, um inscrito doou R$ 5,00 e fez uma pergunta ao streamer.

A pergunta era sobre Gaules julgar pessoas que gastam muito dinheiro com roupas, enquanto ele mesmo possui um vasto – e caro – leque de skins.

Em resposta, Gaules afirmou:

“[…] É que as skins, assim… Eu sei que quem compra roupa cara também tem isso, você compra, não usa e só valoriza. Quando você olha as skins, pense em ações ou criptomoedas, ou até mesmo o dólar, e você pode jogar com eles. (sic)”

A afirmação se deu durante uma transmissão que atingiu 260 mil espectadores. Tendo em vista o amplo público de Gaules, é possível que a afirmação desperte uma fagulha em um novo público.

Não é pirâmide

Diversos esquemas de pirâmide em 2019 usaram o termo “criptomoedas” para captar clientes.

Os mais incautos, por não compreender a nova tecnologia, depositaram milhões de Reais em tais esquemas. O resultado não poderia ser outro: milhões de brasileiros lesados ainda em 2019.

Contudo, é importante não confundir criptomoedas com pirâmides. Bitcoin e demais altcoins são utilizadas como chamariz para pessoas que querem mudar de vida e acreditam no que é proposto.

Até mesmo um juiz do Tribunal de Justiça de São Paulo, em sua decisão, pediu que as criptomoedas não fossem “demonizadas”.

Conforme noticiado pelo CriptoFácil, não existem fórmulas mágicas que gerem rendimento de 10% ao mês de forma fixa.

Investir em criptomoedas é, de fato, como investir em ações: comprar um criptoativo na baixa, aguardar uma valorização e vender – auferindo a diferença de preço como lucro.

Em razão da afirmação de Gaules, aparentemente o streamer está ciente da diferença.

Millennials interessados

Conforme recentemente relatado pelo CriptoFácil, os millennials estão interessados em criptomoedas.

Uma pesquisa realizada pelo The Tokenist revelou que 45% dos millennials preferem criptomoedas a ações ou ouro.

Além disso, 47% das pessoas entrevistadas revelou que acredita mais em Bitcoin do que nos grandes bancos.

Leia também: Confira os 5 criptoativos que mais se valorizaram na semana

Leia também: Akon já levantou R$ 32 bilhões para construir cidade 100% gerida por criptomoeda

Leia também: Período atual é excelente para comprar Bitcoin, revela análise

Forex Crypto News: Cripto Facil