Stellar dá criptomoedas de graça para quem tem XLM na carteira

Stellar dá criptomoedas de graça para quem tem XLM na carteira

Uma das principais plataformas de criptomoedas do mercado, a Stellar, anunciou um programa de distribuição de criptoativos para quem “guardar” seus tokens.

Trata-se de uma espécie de plano de recompensa para detentores da criptomoeda XLM chamado de “Community Staking Competition”.

O novo algoritmo implementado na blockchain Stellar, junto com o mecanismo de inflação interno da rede, vai fazer pagamentos de acordo com o tempo que os investidores seguram seus lúmens (XLM).

Stellar distribui XLM

De acordo com um comunicado oficial divulgado pela Stellar, a distribuição começou no dia 11 de janeiro e terá duração de 30 dias. Ou seja, o último dia de distribuição será 11 de fevereiro.

Durante esse período, os poupadores poderão reivindicar até 25% mais XLM do que seu saldo registrado.

O valor, no entanto, vai depender de quanto tempo os XLM ficaram guardados. Então, a porcentagem será calculada pela Stellar para conceder a recompensa que serão entregues automaticamente.

Ao todo, 6 bilhões de XLM foram alocados ao programa. O fundo é proveniente das contas da Fundação Stellar para o desenvolvimento da rede.

Assim, caso a reserva em XLM não seja utilizada durante os 30 dias do programa, ela será devolvida à Fundação.

A iniciativa surgiu em 2018, quando membros da comunidade propuseram ao conselho da Fundação Stellar implementar uma estratégia para recompensar novos e antigos investidores na plataforma.

Os usuários podem participar deste programa através do visualizador de conta Stellar, onde podem conectar suas carteiras para visualizar seus fundos.

Stellar ganha impulso com adoção de governos

A Stellar foi impulsionada por alguns meses por anúncios do lançamento de diferentes moedas nacionais em sua plataforma.

Um dos países a anunciar que iria usar a plataforma foi a Ucrânia. Após estudos, o país concordou em emitir uma moeda digital do banco central (CBDC, na sigla em inglês) na rede Stellar.

Paralelamente, a Fundação Stellar fez um investimento de R$ 16 milhões na Settle Network. Trata-se de uma rede de transferências e pagamentos internacionais na América Latina. O objetivo é reforçar os casos de uso do Stellar neste tipo de serviços financeiros.

Além disso, a empresa emitiu stablecoins lastreadas em peso argentino (ARST) e o real brasileiro (BRLT).

Leia também: Analista otimista: sem dúvida, Bitcoin bate R$ 500 mil esse ano

Leia também: Pornhub adiciona pagamento com XRP, BNB, USDC e DOGE

Leia também: Especialista explica hacks no YouTube para golpes de criptomoedas

Forex Crypto News: Cripto Facil