Startup cria contratos físicos e virtuais simultaneamente usando Ethereum

A startup “Change The Block” destacou o fato de ter desenvolvido uma plataforma, denominada Insurechain, em Ethereum, destinada a advogados e escritórios jurídicos relacionados ou não ao ecossistema de criptomoedas. Por meio dela, preenchendo um formulário, é gerado um documento no formato PDF, que é equivalente a um contrato tradicional, ou seja, a plataforma permite que a geração de contratos físicos que ficam diretamente registrados em blockchain.

A proposta ganhou destaque e foi selecionada para receber financiamento do plano Horizonte 2020, promovido pela União Europeia, para o desenvolvimento de soluções baseadas em blockchain.

“Terminada a primeira fase, tivemos uma apresentação técnica e comercial perante um júri especializado no setor. Lá, competimos contra 11 empresas nas quais fomos selecionadas oito. Uma vez selecionados entre as oito startups vencedoras, fomos indicados com objetivos comerciais e técnicos que, depois de cumpridos, nos permitirão obter a concessão H2020″, destacou Alan Draguilow, CEO da Change the Block.

Sobre o potencial dos contratos inteligentes, Draguilow enfatizou que seu uso permitirá a automação de muitos processos que são realizados manualmente hoje, reduzindo os tempos e custos associados.

“A Insurechain é uma plataforma para criar, editar e gerenciar contratos inteligentes sem a necessidade de conhecimento de código de programação, por meio de uma plataforma web. A plataforma foi projetada para que departamentos e escritórios de advocacia possam fazer uso de contratos inteligentes sem dedicar recursos, treinamento e tempo ao desenvolvimento de computadores”, disse Draguilow.

O uso de blockchain no sistema judiciário tem aumentado cada dia mais. Em abril deste ano, a Justiça de São Paulo reconheceu, em um processo, uma prova digital que havia sido registrada em blockchain.

Leia também: Quais as diferenças entre o Bitcoin e o Ethereum?

Forex Crypto News: Cripto Facil