Rede nacional de blockchain chinesa entrará em operação em abril de 2020

O governo chinês anunciou que a rede nacional de serviços baseados em blockchain, a Blockchain Service Network (BSN), entrará em operação em três meses, ou seja, em abril de 2020.

O objetivo da plataforma é acelerar a adoção de tecnologias descentralizadas. Além disso, visa reduzir significativamente as barreiras de entrada de pequenas empresas no setor, proporcionando ambiente favorável ao desenvolvimento de aplicativos baseados em tecnologia blockchain. 

De acordo com o site de notícias Decrypt, que reportou o fato nesta terça-feira, 07 de janeiro, para alcançar esses objetivos, a iniciativa contará com o apoio de grandes corporações, como a China Mobile, China UnionPay, China Merchants Bank e outros.

O comunicado foi feito pelo vice-diretor do Centro de Pesquisa sobre Desenvolvimento de Cidades Inteligentes do Centro Nacional de Informações Tang Sisi no Fórum de Governança Urbana e Inovação da China. 

A BSN está passando por testes beta desde outubro de 2019 e o seu lançamento comercial está agendado para abril de 2020. O relatório local que divulgou a data de lançamento, indica 400 empresas e 6.600 desenvolvedores entre os participantes da rede nacional.

Cadeias com e sem permissão

De acordo com o relatório, o BSN consistirá em cadeias sem permissão, destinadas ao público em geral e cadeias com permissão, que será dividida em cadeias de “aliança” e cadeias privadas, sendo destinadas a empresas e outras grandes corporações. 

A cadeia sem permissão fornecerá às pequenas empresas uma maneiro para redução de custos que está, geralmente, associado à execução de aplicativos blockchain. O BSN irá oferecer custos de servidor para aplicativos descentralizados de dois a três mil yuans por ano (cerca de US$290 a US$430). A expectativa do projeto com essa redução de custos é incentivar pequenas, médias e microempresas e até mesmo indivíduos a inovar e desenvolver negócios na rede. Desta forma, o BSN promoverá o rápido desenvolvimento e popularização da tecnologia blockchain.

Leia também: China registra 33 mil empresas que já utilizam tecnologia blockchain

Forex Crypto News: Cripto Facil