Ratinho promove mais uma empresa acusada pirâmide financeira com criptomoedas

Ratinho promove mais uma empresa acusada pirâmide financeira com criptomoedas

O apresentador Carlos Massa, conhecido como Ratinho, ficou com a reputação manchada no meio das criptomoedas.

O motivo seria sua imagem associada ao Grupo Bitcoin Banco (GBB), que lesou diversos clientes. Agora, Ratinho promove mais uma empresa acusada de ser pirâmide financeira.

A empresa Oasis Mercosul será promovida por Ratinho em sua live, prevista para ocorrer no dia 31 de maio. A Oasis Mercosul é acusada de pirâmide financeira, e tem como membro Cristiano Dalla.

Dalla já participou de outras duas empresas que interromperam pagamentos e lesaram clientes: GooDream e NiCash.

Segunda vez de Ratinho

Em um vídeo publicado no YouTube por Dalla, ele afirma que estará presente na live de Ratinho.

Ademais, ele afirma que carregará “a bandeira da Oasis na live”. O diretor geral da empresa no Brasil ainda afirma que leiloará uma moto elétrica, cujo valor será convertido para ajudar uma causa beneficente.

De acordo com o site da empresa, ela oferece rendimentos por meio de criptomoedas, além de supostamente trabalhar no ramo de blockchain e de produtos físicos.

Em um trecho, a Oasis afirma que oferece lucros por meio de supostas arbitragens realizadas com Bitcoin e outras criptomoedas.

Além disso, clientes da Oasis podem comprar produtos por meio de uma loja online da empresa.

Desta forma, a oferta em nada se difere das empresas da qual Dalla já participou. O ponto em comum entre elas é que todas travaram saques de seus clientes.

GooDream e NiCash

A GooDream era uma empresa que prometia rendimentos astronômicos. A oferta da empresa era de retornos de 1,5% a 3,5% ao dia, obtidos por meio de supostas operações com criptomoedas.

Em junho de 2019, a empresa interrompeu os saques e encerrou as atividades. No Reclame Aqui, existem reclamações recentes de pessoas que até hoje não receberam seus valores retidos.

A Ni Cash tinha ofertas semelhantes de amplos ganhos diários. Também supostamente por meio de operações com criptomoedas, clientes eram atraídos com promessas de ganhos diários entre 1,1% e 1,2%.

A empresa até mesmo ressaltava que “não tinha riscos de perder”. Contudo, seus clientes perderam. Diferente da GooDream, a Ni Cash foi investigada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O passado de Dalla e das empresas que ele representou já deixa em alerta o mercado. Investidores já acusam a Oasis de ser mais uma pirâmide financeira que oferece ganhos com criptomoedas.

Leia também: Golpe de empresa que prometia investimento em Bitcoin pode chegar a R$ 1 bilhão

Leia também: Leo Stronda faz propaganda de robô de investimento de empresa proibida pela CVM

Leia também: Após não pagar primeiro acordo, G44 anuncia novo acordo para sexta-feira

Forex Crypto News: Cripto Facil