Quatro projetos de blockchain para ficar de olho em 2020

Com tantos projetos de criptomoedas surgindo, e tantas empresas acusadas de serem pirâmides financeiras, fenômeno muito comum no Brasil, pode ser difícil saber em quem ou em que acreditar. Mesmo observadores estudiosos do universo dos criptoativos têm dificuldade em chegar a um consenso sobre a próxima promessa do mercado. Após uma seleção feita pela agência de notícias News BTC, confira abaixo uma seleção de quatro projetos de criptomoedas para ficar de olho em 2020.

Saga

Saga é um empreendimento monetário altamente ambicioso que busca posicionar seu token digital, o SGA, como uma criptomoeda verdadeiramente global. A empresa sediada no Reino Unido tem trabalhado incansavelmente no aperfeiçoamento e aprimoramento de seus modelos monetários e de governança nos últimos dois anos, antes do lançamento do token ERC-20 em 10 de dezembro. À medida em que a confiança do usuário do token SGA aumentar, a dependência das reservas diminuirá e o SGA, por assim dizer, permanecerá com seus próprios pés.

A experiência na indústria da equipe Saga certamente nutre a percepção de que o projeto pode ser lançado na estratosfera. Seu conselho consultivo inclui o professor Jacob A. Frenkel, PhD, presidente do JPMorgan Chase International e ex-governador do Banco de Israel, e o professor Myron Scholes, ganhador do Prêmio Nobel de Ciências Econômicas e professor emérito da Universidade de Stanford. Com tais personalidades por trás, a Saga já atraiu US$30 milhões em financiamento inicial de um coletivo de parceiros, incluindo a Vertex Ventures.

Fetch

Uma blockchain baseada em Inteligência Artificial (IA) lançada em 2019, a Fetch permite que as organizações façam perguntas sobre conjuntos de dados residentes nos servidores de outras empresas; enquanto isso, os pagamentos serão feitos com tokens digitais. No modelo da Fetch, os Agentes Econômicos Autônomos (AEA) são utilizados para conectar dispositivos e algoritmos de Internet das Coisas (IoT), com o resultado líquido uma forma de super inteligência coletiva construída sobre uma Internet econômica descentralizada.

A Fetch começou a trabalhar no desenvolvimento de uma exchange descentralizada de metais com várias siderúrgicas turcas. A nova DEX integrará soluções de blockchain aceleradas por IA para facilitar uma maior participação e maior liquidez no comércio de aço, metais comuns e outras commodities. É mais um exemplo de tecnologia blockchain e IA para indústrias tradicionais, e quando você considera que o objetivo da Fetch é trazer cidades inteligentes do conceito para a realidade, 2020 pode ser um ano promissor para o setor.

RSK

A RSK é uma plataforma de contrato inteligente de código aberto e apoiada em Bitcoin. Abrangendo vários componentes, incluindo o Root Infrastructure Framework Token (RIF Token), o RIF Open Standard (RIFOS) e o Smart Bitcoin (RBTC), o protocolo de segunda camada procura tornar-se um participante essencial no desenvolvimento de finanças descentralizadas ancoradas no Bitcoin, permitindo contratos inteligentes e DApps para utilizar a reconhecida segurança do ecossistema.

Sua empresa controladora, a IOV Labs, também adquiriu a maior plataforma de mídia social da América Latina, a Taringa, e será fascinante ver quais implementações serão introduzidas em 2020. Com 30 milhões de usuários, a Taringa possui uma comunidade pronta para experimentar os benefícios das finanças descentralizadas, incluindo acesso aberto e negociações sem terceiros, envolto em uma interface amigável.

QAN

A ameaça da computação quântica deve se intensificar nos próximos anos, com o Google dizendo que já alcançou a supremacia quântica em 2019. De qualquer forma, a plataforma de blockchain à prova de computação quântica QAN está em uma boa posição para capitalizar. Ela usa criptografia Lattice sofisticada para se proteger contra ataques cibernéticos quânticos que podem quebrar as plataformas blockchain existentes como o Ethereum. O resultado é uma plataforma altamente escalável e amigável ao desenvolvedor, que pode executar contratos inteligentes em todas as principais linguagens de programação.

A QAN usa um consenso de Prova de Aleatoriedade (Prof-of-Randomness, ou PoR) para garantir baixo consumo de energia e é 100 vezes mais rápido que o Ethereum, com um TPS de 97k para cadeias corporativas (POA). A equipe esteve ocupada falando sobre os muitos benefícios da QAN em vários eventos do setor de criptoativos ao longo de 2019, portanto, espere mais do mesmo em 2020.

Leia também: Conheça cinco projetos do setor de criptomoedas que se destacaram em 2019

Forex Crypto News: Cripto Facil