Preço do Bitcoin a US$7.400 espera por uma correção adicional

O Bitcoin (BTC) começou a fazer seu tão esperado movimento descendente, criando expectativas de um final pessimista para 2019. Nesta quarta-feira, 23 de outubro, o preço do BTC caiu em questão de minutos para US$7.700, depois estendeu a desvalorização para uma mínima diário de US$ 7.469,32. A descida contínua do principal criptoativo do mercado é um alerta para aqueles que previram uma apreciação ininterrupta.

Na manhã desta quinta-feira, 24 de outubro, o BTC era negociado a US$7.481, conforme mostram dados da Coinmarketcap, com as liquidações expandindo o volume para acima de US$22 bilhões em 24 horas. Mais de 2,9 bilhões de BTC foram negociados, imprimindo uma maior volatilidade no ativo.

Este recente cenário do Bitcoin lembra o mesmo período de 2018, quando os preços estabilizados ficaram em torno de US$6.000 e depois caíram para US$3.200. Neste momento, o BTC apresenta a possibilidade de uma queda significativa para US$6.000.

Apesar da grande volatilidade, o BTC está em um cenário bastante diferente em comparação aos anos anteriores. A mineração está mais ativa do que nunca, quebrando novos recordes. O hashrate da rede do Bitcoin está novamente acima de 110 EH/s, estabelecendo novos patamares.

As mineradoras não apresentaram uma pressão de venda significativa, pois as recompensas de bloco são relativamente baixas, produzindo 1.800 BTC por dia. Em alguns meses, a recompensa diária cairá para 900 BTC, portanto, mineradores passaram a manter reservas da criptomoeda ou vendê-las no mercado OTC.

No entanto, a pressão de venda pode ser causada por “baleias” que recentemente enviaram milhares de BTC para exchanges. O esquema ponzi Chines Plus Token enviou tokens para corretoras e há outras carteiras desconhecidas transferindo fundos para Binance, Huobi, OKEx e outras. Em 2018, suspeitava-se que o grande volume liquidado teria origem nas carteiras administradas pela Mt. Gox.

A recente queda do valor do BTC e das altcoins também segue uma retirada significativa dos traders sul-coreanos. Uma série de exchanges apontam saída da atividade dos traders e compensam suas atividades com serviços adicionais, como apostas e empréstimos de criptomoedas. No entanto, o BTC ainda é visto como uma fonte potencial de crescimento.

Outra possível razão para a queda do Bitcoin está relacionada ao mercado futuro. A primeira grande descida de preço da crptomoeda ocorreu em 23 de setembro, o dia do lançamento dos Futuros da Bakkt. Neste dia, o BTC pulverizou cerca de US$2.000 do seu valor passando para US$8.000.

Leia também: Hashrate do Bitcoin apresenta perspectivas de alta

Forex Crypto News: Cripto Facil

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *