Prazo para Tether provar lastro do USDT acaba hoje; Bitcoin pode cair?

Prazo para Tether provar lastro do USDT acaba hoje; Bitcoin pode cair?

O Gabinete da Promotoria de Nova Iorque deu um prazo para a Tether fornecer documentos. Tais documentos devem provar a legalidade da empresa e de sua stablecoin, o USDT.

O prazo acaba nesta sexta-feira (15), e entusiastas do mercado estão preocupados com um possível impacto sobre o Bitcoin.

Contudo, o resultado de hoje não causa impactos imediatos ao mercado, ressaltam especialistas. O pedido por documentos não implica, neste momento, em processos ou acusações.

Tether, USDT e Estados Unidos

Mais precisamente, os documentos foram requisitados à iFinex. Trata-se da empresa que controla a Tether, que por sua vez emite a stablecoin USDT.

Atualmente, o USDT é a “moeda estável” mais negociada mundialmente, por vezes ultrapassado o volume do Bitcoin.

Volume de negociação do USDT maior que BTC.
Volume de negociação do USDT maior que BTC. Fonte: CoinMarketCap

Uma stablecoin é uma criptomoeda que tem seu valor geralmente pareado ou lastreado a um outro ativo. No caso do USDT, o discurso é de que cada unidade é pareada por um dólar.

É importante ressaltar que os documentos pedidos visam comprovar a legalidade de toda a operação. Nesse meio, é também questionada a legalidade de emissão de USDT, bem como seu lastro.

Entretanto, em um primeiro momento, não serão investigados os rumores de manipulação de mercado ou até mesmo falta de lastro. É o que afirma o analista e jornalista Shaurya Malwa.

Assim, o Bitcoin e o mercado de criptomoedas como um todo não serão afetados de imediato. Por enquanto, o estado de Nova Iorque está apenas acusando a Tether de fornecer serviços não autorizados — o que não traz grande impacto.

Por que afetaria o Bitcoin?

O mercado das criptomoedas está acostumado a observar as movimentações da Tether. Quando uma grande quantia de USDT é emitida, acredita-se que o preço do BTC está prestes a subir.

Essa correlação já foi explicada no CriptoFácil. Acredita-se que os USDT emitidos são para atender uma demanda de compra de Bitcoin.

Desta forma, a grande demanda gera uma pressão de compra com os novos USDT, que por sua vez causam uma alta no preço da criptomoeda.

Caso houvesse um grande problema com USDT, é possível que o preço do Bitcoin a curto prazo seja afetado negativamente, justamente por conta da correlação explicada.

Porém, pelo menos a princípio, o Bitcoin não corre risco de ser afetado pelo fim do prazo da Tether.

Resta aguardar o desenrolar do caso, tendo em vista os diversos desdobramentos que podem ocorrer.

Leia também: Estagiário larga emprego por day trade e diz fazer R$ 700 mil

Leia também: Bitcoin lança sua nova versão; saiba o que muda agora

Leia também: Alta do Bitcoin não vai impulsionar outras criptomoedas, diz trader

Forex Crypto News: Cripto Facil