O que é mecanismo de consenso?

Sabemos que a blockchain é uma rede descentralizada distribuída que fornece imutabilidade, privacidade, segurança e transparência. Não existe uma autoridade central presente para validar e verificar as transações, mas todas as transações na blockchain são consideradas completamente protegidas e verificadas. Isso é possível apenas devido à presença do mecanismo de consenso, que é parte essencial de qualquer rede pública de blockchain.

O mecanismo de consenso (ou algoritmo de consenso) é um procedimento através do qual todos os pares da rede blockchain chegam a um acordo comum sobre o estado atual do livro contábil distribuído. Dessa maneira, os algoritmos de consenso alcançam confiabilidade na rede blockchain e estabelecem confiança entre pares desconhecidos em um ambiente de computação distribuído. Essencialmente, o mecanismo de consenso garante que cada novo bloco adicionado à blockchain seja a única versão da verdade que é acordada por todos os nós (nodes) na blockchain.

O mecanismo de consenso da blockchain consiste em alguns objetivos específicos, como chegar a um acordo, colaboração, cooperação, direitos iguais a todos os nós e participação obrigatória de cada nó no processo de consenso. Assim, um algoritmo de consenso visa encontrar um acordo comum que seja uma vitória para toda a rede.

Conheça abaixo um pouco mais sobre os dois mecanismos de consenso mais comuns na comunidade de criptoativos:

Prova de Trabalho (Proof-of-Work ou PoW):

Esse mecanismo de consenso é usado para selecionar um minerador para a próxima geração de blocos. O Bitcoin usa a Prova de Trabalho como algoritmo de consenso de sua rede. A ideia central por trás desse algoritmo é resolver um “quebra-cabeça matemático complexo” e fornecer facilmente uma solução. Esse quebra-cabeça matemático requer muita energia computacional e, assim, o nó (node) que resolve o quebra-cabeça o mais rápido possível chega ao seu próximo bloco.

Prova de Participação (Proof-of-Stake ou PoS):

Essa é a alternativa mais comum à PoW. O Ethereum mudou o consenso de sua rede de Prova de Trabalho para Prova de Participação. Nesse tipo de mecanismo de consenso, em vez de investir em um hardware caro para resolver um “quebra-cabeça complexo”, os validadores investem nas criptomoedas do sistema, bloqueando algumas de suas criptomoedas como forma de participação na rede. Depois disso, todos os validadores começarão a validar os blocos. Os validadores validarão os blocos fazendo uma aposta se descobrirem um bloco que eles acham que pode ser adicionado à cadeia. Com base nos blocos reais adicionados à blockchain, todos os validadores recebem uma recompensa proporcional às suas participações (staking) e sua participação aumenta de acordo. No final, um validador é escolhido para gerar um novo bloco com base em sua participação econômica na rede.

Leia também: Qual o papel dos nós da blockchain?

Forex Crypto News: Cripto Facil

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *