O preço do Bitcoin se beneficiará do efeito Halloween?

Existe uma teoria, apelidada de “efeito Halloween”, que acredita que as ações e outros ativos como o Bitcoin apresentam melhor desempenho a partir de 31 de outubro até meados de maio, conforme mostra o artigo publicado pela News BTC.

O preço do Bitcoin se beneficiará desse efeito ou trata-se apenas de uma superstição adequadamente assustadora para esta época do ano?

Qual é o efeito Halloween?

Os investidores e os comerciantes usam várias ferramentas, como análises técnicas, para tentar determinar a força ou a fraqueza de um ativo antes de definir um pedido de compra. Alguns analistas usam métodos mais não-ortodoxos, como datas, ciclos, matemática e até astrologia.

Existe até uma teoria comum de que a cada ano, a partir de novembro, os ativos terão melhor desempenho e proporcionarão maiores retornos sobre o investimento até maio do que na outra metade do ano.

Essa teoria é chamada Efeito Halloween, Indicador Halloween ou Estratégia Halloween e sugere que comprar um ativo para manter durante os meses de verão recompensará generosamente o investidor. O comerciante ou investidor é incentivado a “vender em maio e ir embora”.

Mas isso também se aplica ao mercado de Bitcoin? Dados de cada período de 31 de outubro a 1º de maio, que remontam o último mercado de alta do Bitcoin, sugerem que a teoria pode se mostrar precisa.

Preço do Bitcoin ganha em média quase 50% do Halloween até maio

Quando o mercado em baixa chegou ao fim para o Bitcoin em 2015, de 31 de outubro a maio foi o ponto de partida para os investidores de criptomoedas, levando aqueles que investiram no ativo jovem e emergente à um ganho de 41%.

Durante o próximo período do efeito Halloween, que vai de 31 de outubro de 2016 a 1º de maio de 2017, o mercado em alta do Bitcoin estava em alta velocidade e trouxe aos investidores um retorno de investimento de 117%. Embora, se os investidores tivessem ouvido e vendido em maio, como foi dito, eles teriam perdido outro aumento de 335%.

Entre 31 de outubro de 2017 e 1º de maio de 2018, o Bitcoin havia atingido seu recorde histórico de preço próximo dos US$20.000 e recuou para US$5.800 naquele período. No entanto, em 1º de maio de 2018, o Bitcoin ainda aumentara mais de 52% em relação ao Halloween anterior. “Vender em maio e ir embora” teria funcionado bem nesse caso, uma vez que o Bitcoin entrou em um profundo mercado de baixa depois disso.

De outubro de 2018 a maio de 2019, foi o único declínio após o Halloween, resultando em uma queda de 12,5% no valor.

Neste Halloween, 31 de outubro de 2019, o Bitcoin está lutando para manter-se na faixa dos US$9 mil, conforme reportado pelo CriptoFácil. Há poucos dias, o principal criptoativo do mercado registrou seu quarto maior ganho em um dia de sua história.

Poderia essa recente valorização ser um sinal de que investidores estão se preparando para o efeito Halloween? É possível – em média, o Bitcoin subiu quase 50% de 31 de outubro a 1º de maio em cada ano analisado.

Leia também: Bitcoin valoriza 42% e marca quarta maior valorização de sua história

Forex Crypto News: Cripto Facil