Número de nós da rede do Bitcoin atinge menor nível em 3 anos

Número de nós da rede do Bitcoin atinge menor nível em 3 anos

De acordo com estimativas do desenvolvedor do Bitcoin Core Luke Dashjr, o número total de nós da rede do Bitcoin caiu abaixo de 47.000 na segunda-feira, 06 de maio. Esse é o número mais baixo registrado desde 2017.

Segundo Dashjr, seus números também mostram um declínio constante no número de nós operacionais, que chegou a atingir um pico de quase 200.000 em janeiro de 2018. No gráfico abaixo é possível constatar a queda no número de nós.

No gráfico abaixo é possível constatar a queda no número de nós.

Impactos para a rede

Uma queda na contagem total de nós significa que menos pessoas estão participando na validação de novas transações e no armazenamento de cópias do histórico de transações compartilhadas da rede. A baixa de nós ocorre justamente em tempos recentes de alta de preço e poder de mineração e também próximo ao halving do Bitcoin.

Curiosamente, as estimativas de Dashjr mostram que os últimos ciclos de alta do BTC foram precedidos por aumentos significativos nos novos nós do Bitcoin que foram colocados online. Mas desde abril de 2019, a estimativa total da contagem de nós diminuiu constantemente, apesar dos períodos de alta nos preços. Altas de preço abaixo do esperado ou as recentes quedas do mercado podem ter levado alguns operadores a simplesmente perderem o interesse e fecharem seus nós – ao contrário dos mineradores, os chamados full nodes não são remunerados para validar as transações da rede

A contagem do número de nós do Bitcoin geralmente depende de estimativas em vez de dados concretos, e as opiniões sobre a melhor metodologia para derivar essas estimativas são diferentes. Segundo Dashjr, suas estimativas se baseiam em uma metodologia proprietária tediosa e não divulgada que poderia comprometer a confiabilidade dos dados se eles fossem liberados.

Em contrapartida, Matt Corallo, desenvolvedor de Bitcoin de código aberto em tempo integral na Square, argumentou que a queda na quantidade de nós ativos pode não ser um problema para a rede, desde que nós “suficientes” ainda estejam operando.

“Em última análise, o número bruto não é importante. O que importa são duas coisas: se os usuários que fazem transações materiais com o Bitcoin verificam as transações em seu próprio nó completo, e se existem nós suficientes para atender os downloads da cadeia de novos nós”, Explicou Corallo.

Mas ele admite que a definição de “suficiente” é “muito difícil de estipular”.

Leia também: Bitcoin valoriza 6% e atinge os R$ 58.500; Monero avança 9%

Leia também: Bilionário Paul Tudor admite comprar Bitcoin e compara criptoativo ao ouro

Leia também: Contratos futuros de BTC batem recorde na CME e superam R$ 2 bilhões

Forex Crypto News: Cripto Facil