Número de carteiras ativas de Ethereum cresceu 350% nos últimos dois anos

Número de carteiras ativas de Ethereum cresceu 350% nos últimos dois anos

Desde sua máxima em 2018, em que a criptomoeda superou os US$1.000, mais de R$5400 na conversão atual, o número total de carteiras de Ethereum ativas subiu mais de 300%.

A Glassnode, empresa de dados e análises de criptomoedas, postou um gráfico mostrando o aumento do número de carteiras ativas da segunda criptomoeda em termos de valor de mercado.

“Atualmente, existem 40 milhões de endereços #Ethereum com #ETH.

Isso representa um aumento de mais de 350% desde que o $ ETH viu seu preço de ATH [preço máximo] no início de 2018.”

Isso pode ser considerado um sinal de que a cada vez mais pessoas entrando no mercado de criptomoedas. Já outras afirmam que isso se dá pois os investidores estão acumulando fortemente a criptomoeda.

Carteiras com pelo menos 0.1 ETH

No twitter, um usuário questionou sobre o número de carteiras com pelo menos 0.1ETH, que está valendo cerca de R$111,76.

“Como isso procura endereços contendo pelo menos 0,1 ETH?”

No site da própria empresa, conseguidos filtrar e ver um gráfico com apenas o número de carteiras ativas com esses requisitos.

No início de janeiro de 2018, existiam pouca mais de 2 milhões de carteiras ativas com pelo menos 0.1 Ethereum. Já em abril, o número subiu para quase 7 milhões, o que corresponde em um aumento de 350%.

Valorização de 50%

Apesar da dura queda sofrida pelo mercado financeiro em março, as criptomoedas voltaram a prosperar. Consequentemente, o Ethereum foi impulsionando, ficando acima de US$200 novamente.

A valorização foi tanta que, de abril para maio, a segunda maior criptomoeda do mercado valorizou mais de 50%.

Antes de 05 de fevereiro deste ano, a última vez que o Ethereum esteve na zona de US$ 200 foi em setembro de 2019. Esta distância em relação à marca mostra sua importância para a altcoin.

Contudo, após tantos meses de luta, o patamar foi perdido pouco mais de um mês depois. A dura “quinta-feira” negra, em 11 de março, lavou os ganhos do Ethereum.

Então, bancos centrais ao redor do mundo iniciaram uma série de questionáveis incentivos. Com isso, os mercados financeiros voltaram a respirar, o de criptomoedas incluso.

Em 29 de abril, o Ethereum retornou aos US$ 200, que na cotação atual do dólar representa um valor acima de R$ 1.100.

Leia também: Ethereum valorizou mais de 50% em um mês

Leia também: Bitcoin e Ethereum: saiba quais são as diferenças entre os dois

Leia também: Ethereum atualiza o Uniswap introduzindo novos recursos

Forex Crypto News: Cripto Facil