Mudança no mecanismo de consenso do Ethereum transformará a indústria, aponta Binance

Uma última pesquisa realizada pela exchange Binance argumentou que, com a mudança do mecanismo de consenso do Ethereum para Prova de Participação (Proof-of-Stake ou PoS), as participações na blockchain (staking) devem gerar um grande impacto na indústria.

O relatório, publicado no início desta semana, destaca que os 10 maiores criptoativos que apoiam – ou estão prontos para apoiar – o mecanismo de participação (staking) representam um valor de mercado acumulado de US$25,8 bilhões.

Até o momento, conforme reportado pela Cointelegraph, isso significa que o domínio prospectivo das participações em blockchains PoS representa aproximadamente 10% do valor total do mercado de criptoativos.

Estratégia de investimento passivo

Conforme relatado anteriormente, a aplicação de participações (staking) é específica para as blockchains baseadas em mecanismos de consenso de Prova de Participação e permite essencialmente que os participantes da rede obtenham passivamente uma forma de “interesse” depositando seus tokens para manter a rede e potencialmente receber recompensas.

Ao contrário de blockchains baseadas no mecanismo de consenso de Prova de Trabalho (Proof-of-Work ou PoW), como a do Bitcoin, os nós (nodes, no termo em inglês) de uma rede PoS estão envolvidos na validação de blocos em vez de minerá-los. Um algoritmo determinado seleciona validadores de bloco com base no número de tokens que um determinado nó depositou em sua carteira – ou seja, depositados como garantia para concluir a adição do próximo bloco à cadeia.

Excluindo o Ethereum, o valor de mercado acumulado de participações (staking) em 24 de outubro, valia cerca de US$11,2 bilhões – dos quais US$6,4 bilhões são participações.

Em todas as blockchains, os dados da Binance indicam que 43% dos tokens são participações contra 57% em livre circulação.

Entre as criptomoedas listadas em sua plataforma, as altcoins Algorand, Tezos e Cosmos exibiram altas taxas de participações – a proporção da quantia de participação em um ponto específico do tempo dividido pela oferta total de circulação -, com mais de 70% das criptomoedas em participações. Enquanto isso, Tron e Qtum exibem uma taxa de participação abaixo de 25%.

A Binance descreve o perfil potencial de risco-retorno das participações como estratégia de investimento passivo versus negociação ativa. Ele observa que os participantes devem analisar os possíveis riscos de liquidez apresentados pelo período de bloqueio de diferentes blockchains.

Enquanto algumas cadeias podem permitir que os usuários “retirem as suas participações” instantaneamente – mas perdem qualquer recompensa não reclamada – outras podem acarretar um período de bloqueio obrigatório que torna os fundos ilíquidos e pode levar a oportunidades de investimento ativo perdidas.

A próxima atualização de todo o sistema Ethereum, chamada Istanbul, está programada para chegar à rede na primeira semana de dezembro, especificamente em 04 de dezembro. A atualização foi lançada em ambiente de testes em outubro, conforme relatou o CriptoFácil.

Leia também: Atualização do Ethereum tem lançamento completo previsto para início de dezembro

Forex Crypto News: Cripto Facil