Mineração de Ethereum fica 20% mais rentável nas últimas semanas

Mineração de Ethereum fica 20% mais rentável nas últimas semanas

Desde meados de maio deste ano, a mineração na rede Ethereum está cerca e 20% mais lucrativa.

Assim, segundo informações de empresas especialistas do setor, a principal causa é um aumento nas recompensas por bloco extraído na rede ETH.

Embora o Bitcoin e outras redes de criptomoedas tenham reduzido as recompensas dadas aos seus mineradores por meio do mecanismo conhecido como halving, no caso do Ethereum o processo tem sido diferente devido a um aumento no movimento da rede.

Mineração de Ethereum

Toda transação feita no Ethereum exige que uma comissão de mineração seja paga para ser incluída em um bloco.

Assim como no Bitcoin, as comissões geradas pelas transações que compõem um bloco são pagas aos mineradores.

Também da mesma forma que o BTC, a essas comissões também são adicionadas as recompensas de mineração, que atualmente é de 2 ETH por bloco.

Geralmente, o total cobrado de taxas de transação para um bloco Ethereum não excede 0,12 ETH.

Isso equivale a 6% da recompensa de mineração por bloco.

No entanto, a partir da terceira semana de maio de 2020, as taxas de transação estão entre 0,20 e 0,60 ETH. Isto é, entre 10% e 30% da recompensa total.

as taxas de transação

A fortuna não favorece a todos

Apesar do fato da mineração no Ethereum parecer mais lucrativa e a grande maioria dos blocos minerados receber esse “bônus” extra de comissões, nem todos os mineradores se beneficiam.

Isso ocorre porque as recompensas não são pagas diretamente aos mineradores, mas aos pools onde eles estão conectados.

Um pool é composto por um grupo de mineradores que une a energia de mineração de seus equipamentos em um único nó.

Isso lhes permite extrair mais blocos como um grupo e depois distribuir as recompensas entre os participantes.

Divergência entre pools

Porém, nem todos os pools de mineração pagam a seus mineradores de forma igual.

Existem vários esquemas de pagamento que podem ser adotados, cada um para promover o bem-estar dos mineradores e / ou a estabilidade do pool.

Assim, alguns pools, como Ethermine e Nanopool, usam esquemas de pagamento que distribuem tanto a recompensa em bloco quanto as taxas de transação coletadas pelos seus mineradores.

Enquanto outros pools, como F2Pool e AdaMiners, usam o esquema PPS, no qual apenas a recompensa em bloco é distribuída aos trabalhadores e o pool retém as comissões coletadas.

Portanto, quem minera Ethereum em pools que distribuem comissões entre seus mineradores pode perceber o aumento de seus lucros.

Por outro lado, quem faz a mineração em pools que distribuem apenas a recompensa por bloco, mas não o que é obtido em comissões, simplesmente continua ganhando o mesmo.

Leia também: Ethereum e Bitcoin superam performance do Ibovespa em 2020

Leia também: Ethereum pode subir com concentração em contratos de DeFi

Leia também: Ethereum está dando retornos de 100% a usuários por meio de DeFi

Forex Crypto News: Cripto Facil