Midas Trend começa a atrasar pagamentos de investidores

A Midas Trend é uma empresa focada em marketing multinível, que oferece “resultados extraordinários diariamente” por meio de seu robô de trading, o Bot Midas. Contudo, de acordo com vídeos em circulação no YouTube e chamados no Reclame Aqui, os pagamentos dos investidores estão atrasados. Um dos vídeos fala até mesmo no parcelamento dos pagamentos.

Problemas com plataforma de pagamento

A Midas Trend não estava pagando seus investidores e, para supostamente sanar o problema, estabeleceu datas de pagamento para realizar o acerto com seus afiliados – que, segundo o chefe da empresa, superam 60 mil.

Contudo, de acordo com informações prestadas por Deivanir Santos, chefe da Midas Trend, a empresa começou a ter problemas quando resolveu se desligar da fintech Urpay. Segundo Santos, a migração da Urpay para um banco próprio da Midas gerou um congestionamento nos pagamentos e, em virtude da situação atual do mercado (provavelmente Santos estava se referindo ao número de empresas que estão deixando de pagar rendimentos), os investidores ficaram desconfiados e tentaram sacar suas quantias todas de uma vez.

Isso gerou um novo congestionamento, conforme informado pelo chefe da Midas. Em informações complementares prestadas por um líder que afirma ter se reunido com Santos, outro problema que está surgindo é o limite de saque imposto por “normas do Banco Central”. Segundo o líder, a Midas só pode sacar R$10 milhões por dia para pagar seus investidores, o que está gerando um suposto descompasso nos pagamentos.

Em virtude de tal ocorrência, Santos aceitou a sugestão de parcelamento de saques, visando garantir que todos os seus investidores efetuem seus saques. De acordo com o áudio prestado pelo líder que supostamente se reuniu com o chefe da Midas, a negociação garantirá o pagamento instantâneo de 10% a 15% do crédito retido na plataforma. O restante será pago na data de aniversário da conta.

Os detalhes sobre o acordo podem ser visualizados na imagem abaixo:

Em virtude de tal ocorrência, Santos aceitou a sugestão de parcelamento de saques, visando garantir que todos os seus investidores efetuem seus saques.

Por fim, o líder afirma que não será possível adquirir mais planos operacionais junto ao suposto robô de trading da Midas. Quem já possui o robô, poderá atualizar o plano, mas novos planos não serão mais vendidos. Segundo ele, trata-se de uma tentativa de mostrar que “a empresa é séria”.

Reclamações empilham no Reclame Aqui

Apenas no mês de dezembro, a Midas Trend já soma 182 reclamações, a maior parte delas referentes ao não pagamento dos rendimentos devidos. De acordo com as reclamações, os prazos inicialmente estipulados para os saques não foram cumpridos.

Uma das reclamações publicadas informa que o autor da mesma realizou um saque há mais de 20 dias que ainda não foi creditado. Inclusive, um dos usuários da plataforma solicitou o saque na data de aniversário da conta e também não recebeu, sendo este um dos prazos inicialmente prometidos por Deivanir Santos.

“CVM e Ministério Público são inimigos do povo”

Em outro áudio de Deivanir Santos, o chefe da Midas Trend afirma ter uma ação judicial de 200 mil aberta desde 2013, e até hoje não conseguiu recuperar os valores da empresa processada. Segundo Santos:

“Então, esse povo que pensa em correr pra justiça, tá correndo pro inimigo. Ministério Público, Receita Federal e CVM são inimigos do povo, são órgãos criados pra não deixar o povo sair do lugar. Mas se quiser ir pra lá, tudo bem.”

Ele completa em outro momento do áudio:

“Quem tiver paciência, vai receber. Agora se uma grande maioria não tiver, não tem problema, vai recorrer na justiça, a empresa vai ser proibida de pagar e funcionar, e aí eu quero ver se algum dia vocês vão ver alguma coisa.”

Leia também: Investidor que “perdeu” Camaro para suposta pirâmide financeira recupera veículo

Forex Crypto News: Cripto Facil

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *