Maximalistas de Bitcoin estarão do lado errado da história, afirma criador do Ethereum

Maximalistas de Bitcoin estarão do lado errado da história, afirma criador do Ethereum

Vitalik Buterin, cofundador do Ethereum, criticou o CEO da Blockstream, Adam Back, depois de comparar a criptomoeda com esquema de Ponzi.

Buterin afirmou que “as marés da história” não serão boas para Back e outros maximalistas do Bitcoin.

Perdendo Forças

Buterin afirmou que a “velha propaganda” que está sendo disseminada pelos maximalistas está “se tornando cada vez menos eficaz”.

“Recitar propaganda velha está se tornando cada vez menos eficaz a cada dia. O Ethereum está subindo, prova de participação e sharding estão subindo, e as novidades estão aqui, tudo através de um grande ecossistema distribuído trabalhando em paralelo. As marés da história não serão favoráveis ao maximalismo.”

Buterin defendeu o Ethereum e ainda apontou para o progresso da criptomoeda, alegando que prova de participação (ou proof of stake) e sharding estão aumentando.

A Medalla, rede de testes do Ethereum 2.0, foi lançada com 20.000 validadores no início do mês.

O tuíte veio em resposta a Adam Back que, em outro tuíte, comparou Ethereum, Cardano e Ripple ao infame trapaceiro italiano Charles Ponzi.

“Bitconnect, Charles Ponzi, Ethereum, Onecoin, Cardano, Ripple, Bernie Madoff, Stellar, Dan Larmer. Tudo parece muito semelhante para mim.”

Essas comparações também não foram bem vistas aos olhos do CEO da IOHK e o fundador da Cardano, Charles Hoskinson. Ele criticou essa tentativa de considerar seu projeto “triste e patético”.

“Cardano, Charles Ponzi, Madoff juntos na lista de Adam. Droga, Adam, isso é triste e patético.”

Tomando uma posição contra os maximalistas

O maximalismo do Bitcoin deriva da ideia de que é prejudicial para o espaço das criptomoedas lançar uma criptomoeda alternativa que estará competindo com o Bitcoin. Em seu blog de 2014, Buterin descreveu seus efeitos adversos.

Uma parte da comunidade do Bitcoin acredita que Buterin usou o termo depreciativo para marginalizar a comunidade.

Hoskinson, que também foi um dos cofundadores da Ethereum, chegou ao ponto de chamar o maximalismo de “uma doença mental”.

“Maximalismo é uma doença mental.”

Leia também: Bitcoin já é regulamentado pelo próprio protocolo, diz advogado

Leia também: Instituições de Wall Street estão aumentando uso de Bitcoin, revela pesquisa

Leia também: Bitcoin poderá lastrear tokens de bancos, afirma CEO da ShapeShift

Forex Crypto News: Cripto Facil