Líderes da Midas Trend organizam ações coletivas após promover a empresa

Líderes da Midas Trend organizam ações coletivas após promover a empresa

O dono da Midas Trend, Deivanir Santos, fez uma transmissão no dia 14 de abril no Instagram da empresa afirmando que os Bitcoins dos clientes da empresa foram roubados. Como resposta, alguns dos líderes que mais apoiaram a empresa começaram a movimentar ações coletivas contra ele, mesmo após promoverem incansavelmente a empresa.

Além disso, Santos fez uma transmissão no dia 16 de abril, afirmando que “não está sendo fácil” rastrear os Bitcoins supostamente furtados – ao contrário do que ele havia dito, informando até mesmo já saber quem era o hacker. O dono da Midas Trend chega até mesmo a dizer que os especialistas “não sabem de nada”.

Ação coletiva após lucrarem com a empresa

Vauberti Freitas é um conhecido youtuber que divulga empresas que sempre terminam com suspeitas de pirâmides financeiras e, durante todo o período de 90 dias que a Midas Trend pediu, divulgou ainda mais a empresa e pediu que seus investidores acreditassem.

Em um vídeo recente, Freitas até chega a dizer que continuaria com contratos em aberto caso a empresa retornasse, afirmando que “só um energúmeno” não investiria com os lucros prometidos pela Midas Trend.

Porém, após a informação de que os Bitcoins foram roubados, o discurso de Vauberti Freitas mudou radicalmente. Em um vídeo intitulado “Não acredito mais no Deivanir Santos”, Freitas afirma que vai para cima de Deivanir Santos, e pede que seus afiliados entrem em um grupo do Telegram para demandar judicialmente os Bitcoins perdidos. O youtuber afirma que já ganhou um processo do Google, e o advogado responsável pela vitória será o representante legal da ação coletiva.

Outro conhecido líder da Midas Trend que está organizando uma ação coletiva contra a empresa é Niara Rocha, que em seu Instagram divulga fotos de viagens internacionais e uma vida de festas. Rocha até mesmo divulgava em seu Instagram fotos promovendo a empresa, porém, apagou as mesmas. Contudo, o grupo dedicado à ação coletiva era antes o grupo dedicado à rede de Niara Rocha, e é possível ver imagens suas agradecendo a Deivanir Santos e à Midas ao lado de um carro de luxo:

o grupo dedicado à ação coletiva era antes o grupo dedicado à rede de Niara Rocha, e é possível ver imagens suas agradecendo a Deivanir Santos e à Midas ao lado de um carro de luxo

Uma mensagem do grupo questiona a mudança de postura de Rocha, afirmando que ela “tirava onda de milionária às custas dos outros”. A líder da Midas Trend afirma que “comemorar conquistas não é tirar onda”, embora tenha tentado apagar indícios de seu apoio à empresa – afirmando ainda que “foi traída”.

Na transmissão do dia 16 de abril, Deivanir Santos chega a mencionar Niara Rocha e pede que não a crucifiquem, dando a entender que talvez não saiba da ação coletiva organizada por ela.

“Especialistas não sabem de nada”

Na transmissão do dia 16 de abril, Santos fala novamente sobre o ataque sofrido que culminou no suposto furto dos Bitcoins, afirmando:

“Tem gente falando, especialistas… Esses especialistas não sabem é de nada! Quem passou pelo que passou, quem está passando pelo que está passando, sou eu.”

Santos ainda declara que até dia 22 de abril terá um plano de pagamento, pedindo ainda a ajuda dos clientes, jogando sobre eles o peso dos Bitcoins supostamente furtados. Além disso, ao contrário da primeira transmissão na qual o dono da Midas Trend afirma até saber quem foi o hacker responsável, agora ele diz que não é fácil.

“Sou atualizado a cada 10 minutos e realmente não é fácil pegar, não é fácil. Gostaria muito que fosse uma coisa simples, mas não é.”

O que é Midas Trend?

A Midas Trend é uma empresa que prometia rendimentos por meio de supostas operações realizadas por um robô de arbitragem, chamado Bot Midas. Porém, desde 2019 a empresa fechou sua exchange Midas Pay e não paga seus investidores, encerrando suas atividades no Brasil e impedindo acesso ao login na Midas Trend e bloqueando acesso ao office da Midas Trend.

Desde janeiro de 2020, Deivanir Santos está fora do Brasil supostamente buscando uma sede internacional da empresa, que ele afirma ser no Canadá. Em sua última aparição, Santos afirmou que faltavam apenas alguns detalhes para regularizar a situação da empresa, após investidores esperarem mais de 90 dias para receber os pagamentos atrasados.

Porém, após o suposto hack muito mal explicado, os clientes da Midas Trend ainda não têm previsão de pagamento.

Leia também: Líder da Midas Trend ameaça investidores insatisfeitos com saques retidos

Leia também: G44 não cumpre acordos com clientes e justiça bloqueia imóvel de R$ 1,8 milhão

Leia também: Prazo da Midas Trend termina hoje; Advogado dá dicas para recuperar o dinheiro

Forex Crypto News: Cripto Facil