Líder da Midas Trend apoia novo esquema suspeito de ser pirâmide financeira

Líder da Midas Trend apoia novo esquema suspeito de ser pirâmide financeira

Vauberti Freitas foi um dos líderes que mais apoiou a Midas Trend, empresa que desde 2019 não paga seus investidores e recentemente seu proprietário, Deivanir Santos, afirma ter perdido todos os Bitcoins de seus investidores.

Freitas agora está apoiando a XTR Corporation, empresa que oferece rendimentos sobre supostas operações de arbitragem com criptomoedas e não possui registro junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para realizar tais ofertas.

De acordo com o youtuber, a empresa oferece retornos de 1% ao dia, e às vezes “bate recordes” ao apresentar ganhos de mais de 2%. A empresa tem pouco mais de dois meses, mas já teve suas práticas denunciadas junto à CVM.

Pontos semelhantes com outros esquemas

A XTR tem muitos traços semelhantes a empresas que, assim como a Midas Trend, interromperam pagamentos e deixaram clientes sem respostas. O primeiro ponto, que por si só é suficiente para levantar atenção dos investidores, é a falta de registro junto à CVM.

O segundo ponto diz respeito aos investimentos com retornos estratosféricos. Retornos de 1% ao dia sobre arbitragens que não são explicadas aos investidores são, como a história já nos mostra, insustentáveis.

Um caso recente a ser comparado é o da Unick, que oferecia até 3% de retorno diário e acabou sendo desmantelada pela Polícia Federal, seus líderes atualmente cumprindo ordens de prisão preventiva.

O terceiro ponto é a necessidade de indicar novas pessoas no negócio, tendo em vista que todas as empresas que ofereciam produtos semelhantes aos da XTR, sem exceção, interromperam pagamentos quando o fluxo de entrada de clientes ficou reduzido – apresentando as mais diversas justificativas para nunca cumprir com os pagamentos.

Além disso, o oferecimento de “cursos de educação financeira” é outro ponto que pode levantar suspeitas, uma vez que todas as empresas acusadas de serem pirâmides financeiras começaram a oferecer cursos após uma investida dura da CVM. Tais empresas passaram a se apresentar como “plataformas educacionais”, e não empresas que oferecem rendimentos sobre investimentos em produtos nada claros.

Apagando o passado

Assim como outros líderes da Midas Trend que, após promover a empresa e até mesmo agradecer a Deivanir Santos “pelas conquistas”, Vauberti Freitas está tentando apagar sua relação com a empresa. Todos os vídeos envolvendo a Midas foram apagados de seu canal no YouTube, sendo tomados por novos vídeos divulgando a XTR Corporation.

Freitas chegou até mesmo a dizer que seria um “energúmeno” se não continuasse investindo na Midas Trend, mudando totalmente seu discurso após Deivanir Santos noticiar o suposto furto dos Bitcoins dos investidores.

Agora, todos líderes que mudaram seus discursos pedem a ajuda de suas respectivas redes para processar Santos.

Denunciada à CVM

A Comissão de Valores Mobiliários não é inimiga do povo, como o próprio dono da Midas já afirmou em um de seus áudios, sendo ela uma autarquia que regula o mercado de capitais para que ofertas de empresas que interrompem pagamentos não sejam veiculadas.

O CriptoFácil conversou com pessoas lesadas por outras empresas acusadas de serem pirâmides financeiras, tendo uma delas dito que já denunciou a XTR à Comissão de Valores Mobiliários. Abaixo, é possível ver o protocolo de denúncia:

protocolo de denúncia

É importante lembrar que, a princípio, a denúncia junto à CVM não implica em consequências imediatas à empresa denunciada. Um procedimento será instaurado e as informações enviadas serão verificadas.

Qualquer pessoa pode denunciar um esquema suspeito de pirâmide financeira à CVM. O CriptoFácil já divulgou um guia, por meio do qual é possível dividir suspeitas com a autarquia.

Leia também: Líderes da Midas Trend organizam ações coletivas após promover a empresa

Leia também: G44 não cumpre acordos com clientes e justiça bloqueia imóvel de R$ 1,8 milhão

Leia também: Midas Trend não tem Bitcoins para pagar investidores após ser “hackeada”

Forex Crypto News: Cripto Facil