Legislador da China propõe criação de fundo para desenvolver tecnologia blockchain

Legislador da China propõe criação de fundo para desenvolver tecnologia blockchain

De acordo com matéria do Beijing News em 23 de maio, Jieqing Tan, vice do Congresso Nacional do Povo (NPC), sugeriu a criação de um fundo especial para o desenvolvimento da indústria de blockchain. Se aprovado, esse fundo será liderado pelo governo chinês.

O objetivo do fundo é apoiar o desenvolvimento e o crescimento de várias empresas promissoras de blockchain, incentivar a inovação da tecnologia em blockchain e cultivar várias empresas unicórnio no espaço da blockchain, diz Tan.

O Congresso Nacional do Povo (NPC) é o principal órgão legislativo da China. Ele é um dos três órgãos mais poderosos da China, os quais começaram recentemente suas sessões anuais. As chamadas “Duas Sessões” estão ocorrendo desde 22 de maio.

Governança inteligente através de blockchain

Ao apoiar o desenvolvimento da indústria de blockchain, Tan acredita que a tecnologia “modernizará” o sistema de governança do país.

Alem disso, Tan acredita que ela pode ajudar a China a ganhar uma vantagem global no desenvolvimento futuro da tecnologia. O líder do NPC acha que, assumindo essa liderança em inovação tecnológica, a China poderá proteger melhor sua soberania e segurança nacional.

Tan sugeriu que um plano nacional de desenvolvimento da indústria blockchain clara deve ser definido da seguinte forma:

“Do padrão de tecnologia inferior; desenvolvimento de aplicativos do setor intermediário; design do sistema de nível superior; o sistema de planejamento estratégico tridimensional nacional de tecnologia, indústria e supervisão de blockchain deve ser bem coordenado”.

Desafios e iniciativas atuais

Tan reconhece que o novo potencial econômico e as novas oportunidades de emprego derivadas da tecnologia blockchain são enormes.

No entanto, ele destacou que atualmente há um número limitado de empresas de blockchain. Adicionalmente, a escalabilidade, falta de talento e informações têm sido os principais problemas que impedem o ecossistema de blockchain se desenvolver e ser bem estabelecido.

Nesse meio tempo, a China não apenas está se desenvolvendo internamente, como também resolveu expandir a tecnologia para além de suas fronteiras. Conforme relatado pelo CriptoFácil, o país pretende criar stablecoins baseadas em quatro importantes moedas. Além do próprio yuan chinês, o won sul-coreano, o iene japonês e o dólar de Hong Kong estariam na lista.

Leia também: China propõe stablecoin lastreada em moedas de quatro países da Ásia

Leia também: Binance volta para a China como plataforma que ensina sobre blockchain

Leia também: China pode legalizar mineração de Bitcoin

Forex Crypto News: Cripto Facil