Índices de criptomoedas DeFi valorizam 100%; são alternativas para ETF?

Índices de criptomoedas DeFi valorizam 100%; são alternativas para ETF?

Ryan Sean Adams, fundador da Mythos e entusiasta de Ethereum, falou sobre criptomoedas e finanças descentralizadas — DeFi.

Em uma publicação no Twitter feita na terça-feira (2), ele falou sobre adesão nos índices de criptomoedas DeFi e os altos rendimentos. Para Adams, elessão uma alternativa aos ETFs de criptomoedas ainda não aprovados pela SEC.

O CriptoFácil conversou com especialistas para entender se tais índices podem substituir ETFs, bem como mudar a postura do regulador estadunidense.

ETFs de criptomoedas e DeFi

Um ETF é um fundo publicamente negociado como se fosse uma ação. Ou seja, uma cesta de ativos tem “partes” dela negociadas abertamente.

Em sua publicação, Adams fala sobre o índice DeFi Pulse Index, ou DPI. Ele defende que o índice age como uma forma de “ETF descentralizado”.

“O DeFi Pulse Index atingiu 10 mil usuários. Um índice gerido por robôs de dinheiro.

Se não nos derem um ETF de criptomoedas, nós reconstruiremos os ETFs no ramo de criptomoedas.

Não precisamos deles. Eles precisam de nós. Estamos nos tornando desbancarizados.”

Ryan Sean fala sobre índices DeFi e ETF
Ryan Sean fala sobre índices DeFi e ETF. Fonte: Ryan Sean Adams/Twitter

O DPI é composto por dez criptomoedas do ramo de DeFi: YFI, LEND, COMP, SNX, MKR, REN, KNC, LRC, BAL, REPv2.

O índice valorizou 170% apenas em janeiro. Outro índice DeFi promissor pertence à Binance, o DeFi Composite Index (DEFIUSDT). O DEFIUSDT conta com 25 criptomoedas do ramo de finanças descentralizadas.

O DEFIUSDT somou 143% de ganhos, também representando DeFi como uma ótima esfera para auferir ganhos.

A discussão levantada por Adams diz respeito à demora para aprovar ETFs de criptomoedas pela Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a SEC.

Desde 2017, empresas tentam aprovações de ETFs (principalmente de Bitcoin), mas sem sucesso.

Para entender se essa movimentação em DeFi pode ajudar na aprovação junto à SEC, o CriptoFácil conversou com dois especialistas no assunto.

SEC pode mudar de ideia observando DeFi?

O CriptoFácil conversou com Helio Silva, Binance Angel e COO da Digital Cash, e com “Caio Investe“, embaixador da MakerDAO.

Sobre a popularização de “ETFs descentralizados” auxiliar em uma decisão positiva da SEC sobre o tema, Helio Silva acredita que é questão de tempo a aprovação — e não uma relação com DeFi:

“Não vejo como pressão, mas sim como algo que será inevitável. Cedo ou tarde algum pedido será aceito. VanEck e SolidX se uniram em 2018 e a SEC buscou mais informações sobre o assunto. Hoje temos um mercado se consolidado e movimentando R$ 3,7 trilhões de valor de mercado do Bitcoin, além de R$ 189,6 bilhões no cenário DeFi.”

Caio Investe comentou na mesma linha, não vendo relação entre os pedidos de ETF feitos à SEC e os índices de DeFi:

“Acredito que o ETF de Bitcoin vai sair independente do que aconteça com o ramo de DeFi. Ao meu ver, a SEC não acompanha essas métricas [índices e o mercado DeFi] de perto a fim de tomar decisões.”

Popularização do DeFi por meio de índices

Além disso, o ramo de DeFi ainda não consegue atingir muitas pessoas, mesmo com sua crescente popularidade. Sobre os índices auxiliarem na disseminação de DeFi, Helio Silva acredita:

“Hoje, a evolução do conceito de DeFi está mais abrangente, com vários produtos e serviços disponibilizados para os usuários — pessoas e empresas. […] Hoje já podemos operar com contratos perpétuos de DeFi. O DEFI Composite Index reúne uma cesta de tokens de protocolo de finanças descentralizadas (DeFi) que estão listadas na Exchange Binance. A cotação deste índice é calculado usando médias ponderadas de preços e é precificado na stablecoin USDT (Tether).”

O Binance Angel ainda menciona os bancos digitais e possíveis colaborações com DeFi.

“Espero que essas empresas possam analisar o universo DeFi e o Bitcoin, para que literalmente dêem um saldo para a real evolução do sistema financeiro, a tecnologia blockchain!”

Caio Investe também acredita no potencial dos índices de popularização investimentos em DeFi:

“Com certeza! Eu acredito que os índices de DeFi que estão sendo criados para englobar ativos deste ambiente vão chamar atenção e democratizar o investimento.”

Ele menciona ainda a praticidade dos índices em relação às taxas da rede Ethereum:

“Atualmente, comprar todos os tokens da blockchain Ethereum na Uniswap está implicando em taxas absurdas. Então, você pode centralizar o investimento feito em DeFi. Além disso, ganha exposição a esses ativos de forma bem simples e fácil. Com a compra de um token, ganha-se exposição a todo esse ambiente DeFi e a capacidade de crescimento que ele tem.”

Leia também: Jack Dorsey, CEO do Twitter, executa nó do Bitcoin

Leia também: Willy Woo: Bitcoin terá 1 bilhão de usuários até 2025

Leia também: Fundos da Hashdex superam ganhos do Bitcoin em janeiro

Forex Crypto News: Cripto Facil