Implementações em DeFi podem aumentar após o Covid-19

Implementações em DeFi podem aumentar após o Covid-19

Para lidar com a crise que atualmente afeta os mercados tradicionais, governos em todo o mundo estão recorrendo à impressão de dinheiro e outras medidas que vêm mostrando a falta de liquidez das moedas fiduciárias. O governo dos Estados Unidos, por exemplo, propôs recentemente um resgate de US$ 2,2 trilhões para o mercado de ações, o que destacou claramente o poder da centralização no sistema financeiro tradicional.

No entanto, apesar do resgate, pesquisas têm sugerido que há um problema na logística sobre a distribuição dessa riqueza, que também está ligada à ineficiência da governança. Lou Kerner, fundador da Crypto Oracle, recentemente falou sobre esse assunto em uma entrevista à BlockTV e afirmou que o plano estabelecido de US$ 1.200 por indivíduo é bom, mas não é bom o suficiente, considerando o quanto as corporações ricas estão recebendo.

Com relação à situação atual, Kerner sugeriu que o DeFi pode desempenhar um papel importante quando o mercado é impulsionado pela volatilidade:

“Se o DeFi aumentar, se ficar mais fácil, algum aplicativo no espaço DeFi poderá ter a oportunidade de receber adoção em massa.”

Ele indicou que o crescimento do DeFi tornaria possível aos usuários contornar proibições ou restrições impostas pelos governos e um claro senso de transparência estaria disponível. À luz dos atuais planos de estímulo, a distribuição teria sido muito mais rápida se a integração da tecnologia blockchain fosse predominante no sistema atual e o DeFi pudesse entrar nesse mercado após a COVID-19.

No entanto, apesar das claras vantagens do DeFi, o CTO do projeto Ren, Loong Wang, conversou com a AMBCrypto e disse que acredita que o DeFi ainda tem um longo caminho a percorrer para superar os mercados tradicionais. Ele observou que o primeiro passo começa com a solução do problema de interoperabilidade.

“O DeFi é realmente limitado e realmente existe apenas no Ethereum. Se queremos que o DeFi cresça ainda mais, permitindo que os usuários acessem qualquer ativo que desejarem, os problemas de interoperabilidade precisam ser resolvidos”, disse.

Para impulsionar o uso de DeFi, recentemente a exchange Coinbase anunciou, a integração de aplicativos em DeFi à sua carteira de criptomoedas. Agora, os usuários da carteira podem emprestar seus criptoativos e ganhar juros através dos apps. De acordo com o comunicado da Coinbase, o objetivo da iniciativa é facilitar o uso desses aplicativos e o processo de comparação de taxas de diferentes provedores. Além disso, visa permitir que os usuários depositem suas criptomoedas sem precisar abrir um navegador da web e visualizar seus saldos em um painel simples e unificado.

Leia também: Coinbase integra aplicativos DeFi à sua carteira

Leia também: Wells Fargo cria contas falsas de clientes e fato ressalta importância das DeFi

Leia também: Especialista se preocupa com “tom conservador” do Bacen durante crise do coronavírus

Forex Crypto News: Cripto Facil