Google Trends indica crescente interesse pelo halving do Bitcoin

O mercado de criptoativos está bastante deprimido em termos de interesse geral no momento. O mercado como um todo despencou cerca de 50% no segundo semestre deste ano e a atenção geral parece estar diminuindo. As tendências de pesquisa do Google costumam ser um bom indicador do que é bom e do que não é, e o Bitcoin está ganhando cada vez mais interesse, dia a dia.

De acordo com a contagem regressiva, o halving do Bitcoin está agora a apenas 160 dias. Este evento, que ocorre a cada quatro anos, reduzirá a recompensa por bloco encontrado de 12,5 BTC para 6,25 BTC e aumentará a premissa de escassez. Nos anos anteriores, houve grandes movimentos de alta no mercado conforme o halving se aproximava.

Talvez por causa dessa natureza especulativa que o interesse pelo Bitcoin parece estar crescendo, conforme reportado pela News BTC. Se houver uma chance de ganhar dinheiro rápido, as pessoas prestam atenção.

De acordo com o Google Trends, todas as pesquisas relacionadas aos criptoativos caíram este ano, exceto uma. O tema “halving do Bitcoin” continua a gerar interesse e o fará pelos próximos seis meses.bitcoin halving

As pesquisas por “preço do Bitcoin” refletiram praticamente o próprio gráfico de preços, atingindo o pico este ano em junho e caindo na sequência assim como o preço do BTC. Apenas o halving gerou mais interesse na segunda metade deste ano e há várias razões para isso.

No momento, existem cerca de 289.000 Bitcoins a serem minerados antes do próximo halving. No preço atual, isso equivale a cerca de US$2,1 bilhões, ou apenas 1,6% de seu valor de mercado. Atualmente, o Bitcoin tem uma taxa de inflação de 3,7% ao ano, mas após o halving, isso cairá para 1,8%, abaixo da meta de 2% estabelecida pelo Federal Reserve dos EUA (o banco central do país).

O estoque a fluir é definido como um relacionamento entre a produção e o estoque atual existente. Depois do halving, isso dobrará, o que é muito importante para os investidores em termos de escassez realizada e incapacidade de inflar ações.

Analistas do setor, como “PlanB”, colocaram muito peso por trás desse modelo de fluxo e como os preços reagiram após halvings anteriores.

Houve grandes altas no mercado de criptoativos após os halving de 2012 e 2016 e muitos esperam que o mesmo aconteça em 2020.

Porém, a diferença desta vez é que, no momento, o mercado como um todo está um tanto quanto pessimista, com o preço do BTC ainda 46% abaixo de sua alta este ano. Isso pode fazer parte de um plano maior, com intenções de acumulação a um preço menor antes do grande comício após o halving.

De qualquer forma, as pessoas são curiosas e querem saber mais, como evidenciado pelas pesquisas do Google. Isso pode levar novos operadores a entrar em cena, o que catalisaria os mercados de Bitcoin em uma reversão de tendência.

Leia também: Google Trends mostra crescente popularidade do Bitcoin na África

Forex Crypto News: Cripto Facil