G44 apresenta novo acordo e demorará 4 anos para pagar seus investidores

G44 apresenta novo acordo e demorará 4 anos para pagar seus investidores

A G44, que não paga seus investidores desde 2019, enviou um novo acordo aos seus investidores.

O novo acordo possui carência de oito meses, ou seja, só terá início em fevereiro de 2021. Além disso, será dividido em 40 parcelas mensais.

Somados todos os meses, o acordo demorará quatro anos para ser cumprido, caso a G44 realmente cumpra. Ademais, os rendimentos pagos estão sendo debitados da dívida.

Rendimentos debitam valor devido

Saleem Ahmed Zaheer afirmou que pagaria os valores investidos por todos os seus clientes.

Contudo, algo controverso está ocorrendo nos acordos. Os valores pagos em formato de rendimento estão sendo debitados dos valores investidores.

Por exemplo, se um investidor depositou junto à empresa R$ 10.000,00 e recebeu R$ 5.000,00 em rendimentos, o cálculo para devolução do valor investido se dá apenas sobre R$ 5.000,00.

Quando os rendimentos superam o valor investido, a G44 afirma que o contrato foi “rescindido”. Uma vez que os ganhos são “rendimentos” e a devolução é do valor investido, a prática é controversa.

Imagem de um dos acordos
Imagem de um dos acordos

Ademais, Zaheer afirmou que elaboraria um acordo “nos moldes da justiça”. Porém, novamente, o acordo é extrajudicial.

Além disso, caso haja o interesse em homologar o acordo, as custas são todas do investidor.

Te vejo daqui quatro anos

De acordo com as cláusulas do contrato, o investidor poderá demorar quatro anos para receber seu dinheiro de volta.

Isto é, apenas o valor investido, uma vez que não serão pagos os rendimentos. Tendo em vista a inflação anual e a demora nos pagamentos, é fácil calcular que os investidores sairão no prejuízo.

Ou seja, daqui quatro anos, o poder aquisitivo de R$ 10.000,00 não será o mesmo apresentado hoje. Haverá uma desvalorização da moeda.

Abaixo, é possível ver um trecho do acordo:

um trecho do acordo

Considerando a estimativa de inflação, que é de 3,5% até 2023, os R$ 15.000 da imagem acima se tornarão algo em torno de R$ 12.500,00.

O ano de 2019 não foi considerado, o que pode desvalorizar ainda mais o valor devido pela G44.

Enquanto isso, na esperança de receberem seus valores pela via judicial, clientes já contabilizam 405 processos em face da G44 no Distrito Federal.

Por fim, o que parecia ser uma promessa rentável, tornou-se uma forma cara de receber o próprio dinheiro a prestações.

Leia também: Bitcoin de Pablo Escobar vale menos que 1 centavo

Leia também: Bitcoin pode se beneficiar com recorde de depósitos em poupança

Leia também: Record e Band são processadas por promover pirâmide financeira

Forex Crypto News: Cripto Facil