Exchanges processam mais de R$ 2 bilhões em saques de Bitcoin em uma semana

Exchanges processam mais de R$ 2 bilhões em saques de Bitcoin em uma semana

Entre os dias 4 e 10 de junho, baleias sacaram mais de 33.000 BTC de exchanges.

Desta vez, entre os dias 8 e 17 de junho, mais de R$ 2 bilhões em Bitcoin foram retirados de exchanges. Os dados foram publicados pelo Glassnode Alerts.

Apesar da quantia, pouco se viu de baleias sacando em alertas do Twitter.

Tendência de “hodl”

Somando os montantes movimentados para exchanges, os dias 15 e 17 de junho somam mais de R$ 40 milhões depositados em Bitcoin.

Contudo, no dia 16 de junho foram processados quase R$ 400 milhões em saques de BTC.

“Fluxo diário de Bitcoin em exchanges:
US$ 409,2 milhões entraram;
US$ 487,4 milhões saíram;
Fluxo líquido: -US$78,2 milhões.”

Note-se que no dia 16 de junho o BTC teve uma leve recuperação. Em outras palavras, o alto volume de saque coincidiu com a reação do criptoativo.

Somado ao grande montante de saque, há a média da semana entre os dias 8 e 15 de junho. Segundo dados do Glassnode Alerts, mais de R$ 1,5 bilhão foram sacados em Bitcoin de exchanges.

“Fluxo semanal de Bitcoin em exchanges:
US$ 2,3 bilhões entraram entraram;
US$ 2,6 bilhões saíram;
Fluxo líquido: -US$315 milhões.”

Bitcoin caminhando para os R$ 90 mil?

Conforme relatado pelo CriptoFácil, um professor afirmou que picos de saques em exchanges podem levar o Bitcoin a R$ 90 mil.

Isso porque a tendência de saque indica uma consequente tendência de “hodl”. “Hodl” é a gíria usada para quem guarda seus criptoativos, sem movimentá-los em exchanges.

Isto posto, o mesmo professor afirmou que a última vez em que uma tendência de acumulação se formou, o Bitcoin valorizou 88%.

Tendo em vista que os saques reforçam tal tendência, caso o professor esteja certo, o BTC está caminhando para uma valorização massiva.

Baleias estão tranquilas

O Whale Alert é um robô que publica no Twitter grandes movimentações de criptoativos. Tais movimentações são criadas por “baleias”.

No período de 11 a 17 de junho, as baleias sacaram “somente” 6.163 BTC de exchanges. Considerando uma cotação média de R$ 47.000 para o Bitcoin, as baleias movimentaram menos de R$ 300 milhões para fora de exchanges.

Tal quantia representa 15% do total líquido sacado de plataformas de troca.

Ao mesmo tempo, o número de endereços com 0,1 BTC e 1 BTC atingiram seus recordes históricos.

Leia também: Banco Central oficializa sistema de pagamentos instantâneos e marca o fim de TED e DOC

Leia também: Pesquisa mostra que 45% dos Millennials preferem Bitcoin a ações e ouro

Leia também: Comando Vermelho é transformado em tokens ERC-20 do Ethereum

Forex Crypto News: Cripto Facil