EletroPay monta stand em famoso evento de inovação tecnológica nos EUA

A EletroPay é uma solução de pagamento por meio da qual lojistas podem aceitar criptomoedas facilmente em troca de produtos e serviços, bem como funciona como uma mini plataforma OTC. A empresa “conquistou” um investimento de R$3,2 milhões no programa Shark Tank que, conforme esclarecido pelo seu CEO, não foi efetivado devido ao não cumprimento dos requisitos estipulados pelos investidores do programa. Contudo, a empresa aparentemente não perdeu o impulso e agora firma sua participação em um importante evento tecnológico.

A CES é um evento realizado anualmente há 50 anos, reunindo diversas empresas e figuras determinadas a apresentarem inovações tecnológicas. Não importa se os participantes são fintechs, empresas de jogos ou instituições focadas em saúde, o ponto comum da CES é a inovação tecnológica.

Por meio de seu Twitter, a EletroPay informou que está participando da CES 2020, realizada em Las Vegas, entre os dias 07 e 10 de janeiro. São 4.500 expositores e o evento engloba toda a cidade de Las Vegas, criando um sistema de ônibus próprio para que os participantes consigam visitar os diferentes locais de exposição.

A empresa passou a ser vista com certa desconfiança em 2019, após a exchange 3xbit (que possuía licença no Brasil para comercializar os dispositivos da EletroPay) paralisar seus saques repentinamente.

À época, o CEO da EletroPay Rodrigo Ambrissi falou com exclusividade ao CriptoFácil e explicou a relação entre as duas empresas, afirmando que os problemas enfrentados pela 3xbit não afetavam a EletroPay. Muito se cogitava sobre a EletroPay ter perdido o investimento conquistado no Shark Tank em razão dos problemas enfrentados pela 3xbit, porém, Ambrissi afirmou que o real motivo foi um desinteresse por parte da EletroPay de se registrar como empresa no Brasil.

Mesmo com estes percalços em 2020, a empresa continua querendo se expor ao mundo e conquistar mais parceiros internacionais. O CriptoFácil falou com Rodrigo Ambrissi sobre a participação na CES. Segundo ele:

“Nós queremos divulgar o produto, dar visibilidade. A partir daí, buscar potenciais parceiros, mas não é o foco. Estamos bem receosos em captar investimentos porque, a partir desse momento, você passa a ter um ‘chefe’ – porém, se a parceria for importante, a gente tá super aberto a isso.”

Ambrissi ressalta ainda que grandes empresas participam, como IBM, Microsoft, Samsung e outras gigantes do ramo tecnológico. Segundo ele, é uma oportunidade interessante compartilhar o mesmo espaço com essas empresas.

Leia também: CEO da EletroPay fala sobre desistência de investidora do Shark Tank e polêmica com 3xbit

Forex Crypto News: Cripto Facil