Dono da DD Corporation tem contas bancárias bloqueadas

Dono da DD Corporation tem contas bancárias bloqueadas

Leonardo Gusmão Araújo, dono da DD Corporation, está supostamente fora do país. Segundo áudios vazados, Araújo estaria ajeitando sua vida em Portugal, tendo ele mesmo dito que era muito importante “ocultar” o que estava fazendo por lá.

Contudo, conforme decisão publicada no dia 15 de abril no Diário de Justiça do Amazonas (DJAM), Araújo teve quatro de suas contas bancárias bloqueadas no Brasil.

Suposta pirâmide DD Corporation segue sem pagar

Araújo, que já é alvo do Ministério Público da Bahia juntamente com a suposta pirâmide DD Corporation, afirmou que não tem dinheiro para pagar investidores – e que a antiga Dreams Digger pagará apenas a raiz investida ao longo de um ano.

O dono da empresa até mesmo mostrou supostos saldos presos em exchanges, porém, usuários encontraram indícios de falsificação. Usuários ainda relataram problemas para realizar seu “login DD Corporation”, devido a instabilidades na plataforma.

Tudo isso foi levado em consideração no processo movido no Tribunal do Amazonas, por meio do qual o investidor lesado pede uma medida cautelar para bloquear R$ 40.293,00 (equivalente a 1,0011 BTC) da Dreams Digger e da MPay – que processava pagamentos da DD Corporation. Ele ainda reforça que não conseguiu entrar no office da DD Corporation, como a empresa chama a sua área com os rendimentos de cada usuário.

O juiz responsável pelo processo deferiu o pedido, reconhecendo que existem outros processos em face da DD Corporation:

“Quanto ao perigo do dano, como já dito nas linhas transatas, as empresas têm sofrido constrições em seu patrimônio, que poderão torná-las insolventes, frustando o pedido autoral. Dito isso, reputo presentes os requisitos autorizadores da concessão da tutela de urgência, parcialmente, para que seja feito o arresto cautelar na conta dos 4 (quatro) requeridos, no valor inicial investido de R$40.293,00 (quarenta mil e duzentos e noventa e três reais) por meio de Bacenjud.”

Vale ressaltar que esta não é uma sentença, somente um pedido deferido em favor de um investidor lesado da Dreams Digger, como a DD Corporation era conhecida.

DD Corporation: o que é?

A DD Corporation começou com outro nome prometendo altos retornos sobre supostos investimentos sobre Bitcoin, rendendo perguntas se a Dreams Digger é confiável. Com o tempo, a plataforma ganhou a confiança de investidores, mudando seu nome para DD Education – em resposta à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) apertar o cerco contra supostas pirâmides – e posteriormente para DD Corporation.

A tentativa de se evadir da CVM gerou a dúvida: seria a DD Corporation uma pirâmide? O que se sabe é que a empresa ruiu, e que o Ministério Público da Bahia está atrás do seu dono, Leonardo Araújo.

Inclusive, após a empresa atrasar pagamentos no fim de 2019 culpando a Graff Tecnologia – empresa por trás de seu sistema -, várias reclamações foram feitas em face da DD Corporation no Reclame Aqui.

Atualmente, a situação que se tem é a mesma informada por Araújo em sua última aparição em fevereiro deste ano: seus clientes receberão no fim do período do contrato, que dura um ano. Dessa forma, clientes que contrataram serviços em dezembro de 2019, ficarão com seus valores retidos até janeiro de 2021, quando supostamente reaverão apenas o valor investido – sem os rendimentos.

Leia também: G44 não cumpre acordos com clientes e justiça bloqueia imóvel de R$ 1,8 milhão

Leia também: CEO da DD Corporation quer abrir empresa que cria plataformas de marketing multinível

Leia também: Midas Trend não tem Bitcoins para pagar investidores após ser “hackeada”

Forex Crypto News: Cripto Facil