CriptoBíblia; Um guia sobre o universo das criptomoedas

O que é Bitcoin?

De forma simples e objetiva, o Bitcoin (BTC) é uma moeda digital, criptoativo ou criptomoeda que existe somente na Internet. Trata-se do primeiro ativo digital descentralizado. O BTC não depende de nenhum governo, Banco Central ou entidade centralizadora.

Confira o artigo completo: O que é Bitcoin? Guia para iniciantes

Quem inventou o Bitcoin?

Satoshi Nakamoto é o pseudônimo que lançou o whitepaper do Bitcoin em outubro de 2008, e desde então segue com sua verdadeira identidade não revelada, podendo ele ser um homem, uma mulher ou até mesmo um grupo de pessoas.

Confira o artigo completo: Afinal, quem é Satoshi Nakamoto?

O que é blockchain?

A blockchain é, de forma simplificada, um livro de registro de dados imutável, distribuído em um grande grupo de computadores espalhados pelo mundo e que não pertencem à nenhuma entidade. Esses dados são organizados em blocos que são protegidos e ligados entre si usando princípios criptográficos, formando uma cadeia, daí o termo “blockchain”.

Confira o artigo completo: O que é blockchain?

O que é mineração?

A atividade de mineração é a espinha dorsal da rede do Bitcoin. Os mineradores fornecem segurança e confirmam transações da criptomoeda na blockchain. Sem os mineradores, a rede seria atacada e disfuncional. A mineração do Bitcoin em si é feita por computadores especializados, que demandam grandes quantidades de energia para funcionar, necessitando portanto um investimento alto para fazer parte da rede e tornar-se um minerador, como é chamada a figura responsável pela mineração.

Confira o artigo completo: O que é e como funciona a mineração do Bitcoin

O que são altcoins?

As altcoins são criptomoedas alternativas ao Bitcoin. Como exemplo de altcoins podemos citar Litecoin (LTC), deCRED (DCR), Zcash (ZEC), Dash e Ethereum (ETH).

O que são exchanges?

As exchanges de criptoativos são empresas que facilitam troca de criptomoedas. As mais famosas no Brasil fazem negócios – principalmente – entre Bitcoin e Real. Porém, também existem exchanges que trocam criptomoedas por outras criptomoedas, como a Binance e a Bittrex.

O que são stablecoins?

Stablecoins são criptoativos com lastro em algum ativo ou grupo de ativos estáveis, como por exemplo dólar e euro. O objetivo, como o próprio nome diz, é que a stablecoin seja uma criptomoeda estável. Atualmente, a stablecoin mais conhecida no mercado é o Tether (USDT), teoricamente lastreado em dólares.

Confira o artigo completo: O que são stablecoins?

O que são wallets?

Wallet, ou carteira, é o local onde são armazenadas as criptomoedas. Existem diferentes tipos de carteiras, por exemplo a hot wallet, uma carteira com conexão à Internet (online), e a cold wallet, uma carteira em hardware sem conexão com a internet (offline). As hot wallets são comumente comparadas à uma conta corrente na qual é possível movimentar rapidamente uma determinada quantia. Já as cold wallets, são comparadas à uma poupança, pois trata-se de um armazenamento de mais longo prazo.

Fontes: O que é uma carteira digital de criptomoedas? e Conheça as diferenças entre Hot wallet e Cold Wallet

O que é KYC?

KYC (Know Your Customer) é o termo aplicado ao processo utilizado para identificação de clientes. O KYC consistem em procedimentos que empresas que trabalham com criptomoedas, como as exchanges, devem seguir. O objetivo é evitar que as criptomoedas sejam utilizadas para atividades ilíticas e/ou criminosas.

O que é uma DEX?

DEX é uma exchange descentralizada, ou seja, que não possui um agente intermediário. Neste tipo de exchange, os usuários realizam as trocas de uma forma direta e automatizada.

Confira o artigo completo: Como funciona uma exchange descentralizada?

O que determina o preço do Bitcoin (BTC)?

A cotação do Bitcoin é determinada basicamente por uma das leis econômicas mais antigas: a lei da oferta e da demanda.

Confira o artigo completo: O que determina o preço do Bitcoin?

O que é MarketCap?

MarketCap em tradução literal significa “Capitalização do Mercado”, mas é comumente chamado de valor de mercado. A fórmula para definir o marketcap de uma criptomoeda é o Valor Unitário multiplicado pela Quantidade de Moedas Circulantes. Exemplo hipotético: Moeda X custa R$1.000 e existem 100.000 moedas em circulação. Portanto, o marketcap da Moeda X é R$100.000.000. Existem sites que apresentam um rankeamento das criptomoedas de acordo com esta métrica. O mais famoso deles é a ferramenta CoinMarketCap.

O que é Ethereum?

O Ethereum (ETH) é a segunda maior criptomoeda em valor de mercado, perdendo apenas para o Bitcoin. De acordo com o whitepaper do próprio projeto, “o Ethereum é uma plataforma que executa implementação de aplicações descentralizadas (DApps) e de smart contracts (contratos inteligentes). DApps são programas de computador que removem a necessidade de intermediários em basicamente qualquer serviço centralizado existente ao permitirem que qualquer pessoa confie em uma contraparte desconhecida para realizar os mais variados tipos de negócios e acordos de forma 100% digital”.

Confira o artigo completo: Ethereum: um guia para iniciantes

O que são contratos inteligentes?

Em 2008, que Satoshi Nakamoto desenvolveu o primeiro contrato inteligente: o Bitcoin. No entanto, o Bitcoin permitia apenas aplicações simples, como enviar e receber valores e registrar transações na blockchain. Foi para resolver esse problema que Vitalik Buterin tornou os contratos inteligentes (smart contracts) reais por meio do Ethereum. O Ethereum permite a criação de smart contracts, que são aplicações semelhantes aos contratos tradicionais, mas cujas “cláusulas” são executadas automaticamente quando determinadas circunstâncias são cumpridas.

Confira o artigo completo: O que são contratos inteligentes?

O que são forks?

Um “fork”, em poucas palavras, é uma atualização de software ou protocolo de uma criptomoeda. Como regra, essa atualização pode ou não ser compatível com as suas versões anteriores, isso é o que define um soft fork ou um hard fork.

O soft fork trata-se de uma atualização de software compatível com uma versão anterior, e isso pode acontecer e acontece a todo momento nos protocolos de muitas criptomoedas. Um hard fork ocorre quando os desenvolvedores de determinada criptomoeda lançam uma atualização de software não compatível com a versão anterior do seu protocolo dela, criando uma ramificação dessa criptomoeda com a ajuda do mesmo código básico. Nesse caso ocorre a criação de uma nova criptomoeda, como foi o caso do surgimento do Bitcoin Cash (BCH) a partir de uma divisão da rede do Bitcoin.

Confira o artigo completo: Entenda o que são forks e airdrops

O que são Atomic Swaps?

Atomic Swap em tradução literal significa “Troca Atômica”. Consiste em uma forma de trocar duas criptomoedas diferentes de forma rápida e não suscetível a trapaças. A transação ocorre entra as blockchains das criptomoedas envolvidas e é baseada em contratos inteligentes.

Fonte: O que são Atomic Swaps?

O que são hashs?

As transações executadas são agrupadas em blocos, que quando atingem um certo número de transações são “carimbados”, gerando um código chamado “hash”. Um exemplo de hash é 0000000000000000000ccd8d997083c8bf0f67069af8cd9b711d4516a70063c7. Se buscarmos esse código de hash em alguns sites chamados “Block Explorer” – como o Blockchain.com – podemos visualizar todos os detalhes da transação.

Fonte: O que é e como funciona a blockchain?

O que é a CVM?

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é uma autarquia federal brasileira que regulamenta a oferta de todo e qualquer valor mobiliário em território nacional. Além disso, toda e qualquer oferta pública deve ser registrada na CVM previamente.

O que é a SEC?

SEC é a sigla para Securities and Exchange Commission, ou seja, Comissão de Valores Mobiliários, um órgão equivalente à CVM nos Estados Unidos.

O que é fiat?

Moeda ou dinheiro fiat ou fiduciário é aquele que possui valor devido à sua aceitação. São as moedas impressas e distribuídas pelos bancos centrais de governos espalhados pelo mundo. Exemplos de moeda fiduciária: Real, dólar, euro, libra esterlina e etc.

O que são nós (nodes)?

De modo geral, um node (nó) é um computador conectado à uma rede. No contexto da Internet e de sua casa por exemplo, seu telefone é um nó, seu notebook é um nó, seu roteador é um nó e assim por diante. Os nós podem assumir vários perfis, tamanhos e formas. Cada um deles desempenha um papel diferente – mas vital – no funcionamento de uma rede, ou da sua casa, conforme exemplo descrito acima. No caso da blockchain do Bitcoin, existem quatro tipos principais de nós: nós completos (full nodes), super nós (master nodes), nós leves (light nodes) e nós de mineração (mining nodes). Full nodes, master nodes e light nodes executam funções semelhantes, enquanto mining nodes executam uma função completamente diferente.

Confira o artigo completo: Qual o papel dos nós da blockchain?

O que é ETF?

ETF é a sigla para Exchange Traded Funds, fundos de índices comercializados como ação, em bolsas. É uma forma de investimento que existe para facilitar a vida dos usuários, pois ele reflete a performance de um ativo específico ou de uma cesta de ativos. Um ETF de Bitcoin, por exemplo, refletiria a performance do Bitcoin. Desta forma, o usuário pouco acostumado com o mercado de criptomoedas conseguiria se expor a elas comprando um ETF de BTC nas bolsas de valores tradicionais, por exemplo.

Leia também: Qual o papel dos nós da blockchain?

Forex Crypto News: Cripto Facil