Confira a performance das maiores criptomoedas do mercado em 2019

Este ano tem se mostrado uma extensão do mercado de baixa vivenciado em 2018 para a maioria das criptomoedas. Uma porção delas está prevista para terminar o ano mais baixas do que começaram e devem existir poucas sobreviventes de 2019, conforme mostra o artigo da agência de notícias News BTC.

Embora o valor total do mercado de criptoativos esteja acima em 55% este ano, o motivo é predominantemente o Bitcoin. O principal criptoativo do mercado valorizou 95% em 2019, mas o mesmo não aconteceu com as outras criptomoedas.

O segundo maior criptoativo do mercado foi esmagado novamente este ano. Após vivenciar uma alta de mais de US$350, o Ethereum voltou aos níveis de janeiro em torno de US$130, o que representa uma queda de 90% desde o pico de preço alcançado.

Se a história do Ethereum é ruim, a da Ripple é ainda pior. O token XRP caiu 45% este ano, fazendo com que o criptoativo atingisse seu nível mais baixo dos últimos dois anos.

O Bitcoin Cash valorizou marginalmente em janeiro, mas o ano todo tem sido bastante estável para a criptomoeda originada do hard fork do Bitcoin. Depois de um impulso para US$500, caiu para US$200 e não houve mais grandes movimentos para a quarta maior criptomoeda em valor de mercado.

A Litecoin viu uma valorização épica de quase 400%, chegando a US$145, mas desde então voltou aos níveis do mercado em baixa, em cerca US$40.

A EOS também sofreu, pois o token falhou em cumprir o hype e desmoronou sob preocupações de centralização. Atualmente, a EOS está sendo negociada por um valor mais baixo do que o visto no início do ano.

O Bitcoin SV tem sido outra altcoin com baixo desempenho, cotada a pouco menos de US$100, exatamente onde estava no início do ano.

Completando o top ten está a Stellar, que foi absolutamente esmagada este ano. O token XLM despejou 60% ao longo deste ano, estendendo seu mercado de baixa para dois anos.

Quase todas as principais altcoins em valor de mercado, incluindo Tron, Cardano, Cosmos, LEO e Monero, terminaram o ano igual ou inferior ao seu início.

As sobreviventes

A Binance Coin é uma das poucas altcoins produtivas de 2019, com um aumento de 560% no primeiro semestre do ano. Apesar de uma recente queda, o token BNB ainda está sendo negociado 130% mais alto do que no início do ano.

A Tezos tem sido outra queridinha de 2019, com um aumento de 185% desde janeiro. As principais exchanges que oferecem recompensas de prova de participação elevaram o preço do XTZ, tornando-o uma das altcoins com melhor desempenho no ano.

Os tokens baseados em exchanges tiveram bom desempenho este ano e o Huobi Token ganhou três dígitos em 2019. O HT aumentou 160% nos últimos 12 meses.

Para finalizar o top 20, a Chainlink superou todas as outras altcoins, fechando uma valorização de 530% no ano.

Leia também: Criptoativos se mantêm como a classe de ativos com melhor performance no ano

Forex Crypto News: Cripto Facil

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *