Comitê Presidencial da Coreia do Sul recomenda permissão de produtos financeiros baseados em criptomoedas

A 4ª Comissão da Revolução Industrial do Gabinete Presidencial da Coreia do Sul sugeriu que o governo permita que instituições possam lançar produtos financeiros baseados em criptomoedas, como derivados de Bitcoin. Conforme informou a agência de notícias local Business Coreia nesta semana, a iniciativa é uma estratégia para a institucionalização dos ativos digitais de médio a longo prazo. 

Solução de custódia nacional

O comitê propôs também que o setor financeiro desenvolva uma solução de custódia nacional para que o país deixe de depender exclusivamente de custodiantes estrangeiros no que diz respeito à manipulação de criptomoedas.

No documento, publicado pela 4ª Comissão da Revolução Industrial, há ainda sugestões de políticas a serem implementadas para a unificação de termos como criptomoedas, moedas digitais e criptoativos. Além disso, o grupo pede que o Bitcoin seja listado diretamente na bolsa coreana, a Korea Exchange (KRX), e que derivados do Bitcoin sejam lançados.

Com base nas ações adotadas pelas autoridades financeiras dos Estados Unidos e da Suíça, o comitê também quer que o governo coreano considere a introdução de licenças ou diretrizes comerciais para a troca de ativos. A integração de produtos relacionados às criptomoedas  no sistema financeiro a médio e longo prazo também foi abordada.

“Não é mais possível interromper o comércio de criptoativos”

A Comissão observou que desde maio de 2019, o comércio diário de ativos cripto atingiu mais de 80 trilhões de won (cerca de US$ 69 bilhões) no mundo. Desta forma, segundo o grupo, não é mais possível interromper o comércio de criptoativos.

Sobre a possibilidade de instituições financeiras lidarem com criptoativos, a Comissão declarou:

“Os participantes do mercado de capitais tradicional, como empresas de valores mobiliários e bancos, devem desenvolver e introduzir soluções domésticas de custódia para lidar com ativos criptográficos, para que o mercado coreano de custódia criptográfica não dependa de países estrangeiros.”

O grupo sugeriu ainda que o governo coreano passe a permitir gradualmente que investidores institucionais negociem criptomoedas e promovam mercado de balcão (do inglês Over-The-Counter – OTC) dedicados ao comércio de investidores institucionais.

Leia também: Bitcoin pode ser listado diretamente na bolsa de valores da Coreia do Sul

Forex Crypto News: Cripto Facil