Coinbase adquire patente que permite o envio de Bitcoin por e-mail

O CEO da Coinbase Brian Armstrong recebeu uma patente dos EUA para uma invenção que torna o envio de Bitcoin tão fácil quanto enviar um e-mail, literalmente. A informação foi divulgada pela Coindesk nesta quinta-feira, 19 de dezembro.

Registrada em março de 2015 e concedida nesta terça-feira, 17 de dezembro, a patente detalha um sistema para os usuários efetuarem pagamentos com criptomoedas utilizando endereços de e-mail vinculados aos endereços das carteira correspondentes. O remetente solicita o envio de criptomoeda para um endereço de e-mail e o sistema transmite automaticamente o valor – desde que o usuário possua o saldo – da carteira do remetente para a carteira correspondente ao endereço de e-mail do destinatário.

O sistema demanda 48 horas para que a transação seja liberada, confirmados a partir do momento em que o destinatário confirmar o pagamento. As criptomoedas que não estão em uso serão armazenadas em um cofre seguro que só pode ser acessado pelo endereço de e-mail vinculado à carteira.

Apesar da Coinbase ter faturado mais de US$2 bilhões em taxas de transação desde 2012, o sistema de e-mail proposto por Armstrong não cobrará taxas de usuários. De acordo com a patente, as taxas de mineração serão pagas pela própria exchange. Transações para endereços de carteira poderão ser realizadas, mas podem não ser gratuitas.

A patente menciona especificamente o Bitcoin e não diz se o sistema poderia suportar outras criptomoedas. Também parece não haver restrição a algum provedor de e-mail, o que significa que os usuários podem usar os endereços de e-mail que já possuem, caso desejem.

O sistema de e-mail também incluiria uma facilidade de troca em destaque para os usuários fazerem transações de bitcoins no aplicativo com moeda fiduciária, utilizando uma conta bancária vinculada. Ainda não está claro se a Coinbase planeja um novo serviço baseado na patente de Armstrong.

Duas outras patentes foram concedidas à Coinbase na terça-feira. Uma é sobre um aplicativo para garantir que as contas de usuário cumpram requisitos exigidos pelas leis internacionais e locais; a outra, um protocolo de execução para o fechamento de contas que não atendam àqueles requisitos.

O sistema de transações via e-mail potencialmente facilitaria as transações de criptomoedas para usuários que não são familiarizados com a tecnologia. Em agosto, Armstrong disse que queria criar um sistema financeiro inclusivo:

“A visão da Coinbase está criando mais liberdade econômica para todas as pessoas e empresas do mundo nos próximos 10 anos.”

Leia também: Coinbase garante patente de KYC automatizado

Forex Crypto News: Cripto Facil