CME atribui forte volume de negociação de futuros a interesse no Bitcoin antes do halving

CME atribui forte volume de negociação de futuros a interesse no Bitcoin antes do halving

A Chicago Mercantile Exchange (CME) destacou o forte “aumento” nos volumes de futuros de Bitcoin na semana passada. O anúncio foi feito por meio de uma nota divulgada em 10 de maior.

Segundo a CME, isso mostra um maior interesse de investidores institucionais buscavam maior exposição ao Bitcoin antes do halving. Visto que a CME é utilizada especialmente por investidores institucionais, a afirmação possui um certo sentido

A CME disse que 844 novas contas exclusivas começaram a negociar derivativos de Bitcoin desde o início de 2020. O número é mais do que o dobro em comparação com o mesmo período do ano passado.

Contratos futuros e juros em alta

O volume médio diário dos futuros de Bitcoin chegou a 8.456 contratos no ano, 43% acima do mesmo período de 2019. O volume total dos contratos de opções de BTC, lançados em janeiro de 2020, é de até 2.250 contratos.

A CME também registrou 216 contratos negociados no dia 06 de maio, um recorde. Em seguida, no dia 07 de maio, os contratos em aberto de futuros e opções chegaram a 9.800 e 555 contratos, respectivamente.

Desse modo, o valor registrado é 33% maior do que o registrado no ano passado, disse a nota da CME.

“Com o halving previsto para esta semana, os futuros e opções de BTC registraram aumento nas atividades de negociação. Os grandes detentores de juros nos futuros de Bitcoin atingiram um recorde de 62 durante a semana de 14 de abril. Isso reflete um forte interesse institucional”, afirmou a bolsa.

Leia também: Halving à vista: especialistas fazem suas previsões definitivas sobre preço do BTC

Leia também: Tribunal na China decide novamente que Bitcoin não é ilegal no país

Leia também: Vitalik Buterin: o Bitcoin é centralizado, não o Ethereum

Forex Crypto News: Cripto Facil