CEO da ShapeShift discute com Nick Szabo

A criptoesfera é composta por figuras de fortes opiniões, e não é raro que algumas delas acabam se desentendendo – geralmente no Twitter, onde ocorre boa parte da ação envolvendo a comunidade de criptoativos. Desta vez, uma publicação do cypherpunk Nick Szabo incomodou Erik Voorhees, CEO da exchange ShapeShift. Durante as faíscas, outras figuras como Vitalik Buterin e Emin Gün Sirer também se expressaram.

Figuras da criptoesfera debatem xenofobia

Tudo começou com uma publicação feita por Nick Szabo no Twitter. Em um debate com Voorhees na rede social sobre soberania estatal e direitos individuais, o CEO da ShapeShift falou que poderia convidar um imigrante mexicano em estado ilegal para sua casa. Szabo respondeu:

“Se você convidar um indivíduo ilegal para sua terra protegida pelo Estado, você está cometendo um crime moral e, se a lei estatal se encaixa com a lei moral, este também é um crime legal. Isso é trair a jurisdição que está protegendo os direitos físicos de propriedade que você possui.”

Voorhees respondeu ao comentário:

“Convidar um mexicano para um jantar é um crime moral, de acordo com Nick Szabo. Com cypherpunks como esse, quem precisa de estadistas?”

Szabo chamou Voorhees de “mentiroso”, afirmando ter dito “indivíduo ilegal”, não usando o termo “mexicano”. Não demorou para que figuras conhecidas da criptoesfera se juntassem à discussão, como Vitalik Buterin. O cocriador do Ethereum pareceu discordar de Szabo:

“Trair a jurisdição que está protegendo os direitos físicos de propriedade que você tem. Eu amo os argumentos genéricos que permitem que qualquer violação de leis governamentais sejam consideradas imorais.”

O CEO da Ava Labs e figura conhecida da criptoesfera Emin Gün Sirer também deu sua opinião sobre os pontos apresentados – e também pareceu discordar de Szabo.

“Diversas personalidades da criptoesfera possuem valores terríveis. Rotineiramente vemos racismo casual, antissemitismo e misoginia. Os sistemas que essas pessoas defendem podem não possuir esses mesmos valores, mas as comunidades que eles constroem certamente o fazem. Para que possamos suceder, o dinheiro precisa ser universal.”

Após a entrada de outras figuras na discussão, Szabo não respondeu aos tuítes. Nos comentários dos membros da comunidade de criptoativos, as reações foram divididas entre apoiar Szabo e dizer que Voorhees distorceu o que o cypherpunk havia dito, e defender Voorhees sobre os valores supostamente turvos apresentados por Szabo.

Leia também: Nick Szabo afirma que bancos centrais poderão adquirir criptoativos para incrementar suas reservas

Forex Crypto News: Cripto Facil

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *