CEO da DD Corporation quer abrir empresa que cria plataformas de marketing multinível

CEO da DD Corporation quer abrir empresa que cria plataformas de marketing multinível

Segundo áudios vazados no dia 17 de fevereiro pela página no Facebook “Desmarcarando Pirâmides Financeiras“, o CEO da DD Corporation, Leonardo Araújo, quer abrir uma empresa em Portugal que cria plataformas de marketing multinível.

Durante a conversa com uma pessoa desconhecida, Araújo fala que quer a criação “do melhor sistema já feito”, pois ele servirá para criar plataformas de marketing multinível para “piramideiros”. Ele ressalta ainda que o negócio é lucrativo, afirmando que “dá dinheiro pra ca****o”.

Empresa de abrir empresas

O plano de Araújo é desenvolver um sistema capaz de abrir outras empresas focadas em marketing multinível, segundo os áudios. A sede será em Portugal e o negócio será destinado a “piramideiros que querem abrir negócios”.

O CEO da DD Corporation afirma que cobrará caro pelos serviços, recebendo um percentual arrecadado pelas empresas, bem como detendo o controle sobre os valores. Ele afirma ainda que a prioridade dele no momento é a criação desta plataforma, não só para a DD Corporation, mas para as empresas que serão abertas no futuro.

“Você vai fazendo sistema e a gente vai lançando. Se prepara que você vai ganhar muito dinheiro comigo, velho!”

Araújo afirma ainda que criará um escritório em Portugal e deixará um de seus associados achar que é para a DD Corporation, afirmando até mesmo que “deixará ele usar uma sala”. Contudo, a equipe a ser criada será semelhante à Graff Tecnologia, empresa que desenvolveu a plataforma da DD Corporation e quem Araújo já culpou diversas vezes pelos problemas nos atrasos de pagamento.

Acabou o caixa

Leonardo Araújo fala ainda na conversa que “acabou o caixa” e que a plataforma da DD Corporation é mantida por meio das vendas semanais. Ele completa dizendo que não quer “mexer no fundo formado” para manter a empresa vivendo pelo semanal, dando a entender que separou uma quantia para uso próprio que não quer utilizar para ressarcir investidores.

“A verba é curta. Pelo fluxo que entra semanal e o que sobra, que é o líquido, é muito pouco pra ficar bancando a estrutura existente hoje.”

Araújo fala ainda de um esquema envolvendo “travas” no novo sistema a ser desenvolvido, e que o novo sistema serviria para aumentar a confiança das pessoas. Sobre os rendimentos, ele afirma que coloca um rendimento aleatório semanal, que é distribuído para todos os investidores.

Sobre sua vida em Portugal, Araújo menciona uma reunião com o presidente do banco Atlantico Europa, que será responsável por “ajeitar a vida” do CEO da DD Corporation.

“É muito importante ocultar as coisas que eu botar aqui.”

Tudo um mal entendido

Em um outro áudio, Araújo afirma que não consegue “compreender e entender o alvoroço” após o vazamento dos áudios, que ele classifica como “estratégicos”. Sobre a “empresa de criar empresas“, o presidente da ex-Dreams Digger afirma se tratar de uma empresa de consultoria e, para não ficar com “peso nas costas”, a custódia seria dele.

“Por questão de segurança e questão de rentabilizar do lado de cá o capital para, porventura, o cliente que quisesse abrir sistema independente do modelo de negócio dele.”

Ele explica ainda que o “fundo” mencionado nos áudios é meramente operacional, que gera rendimentos para a plataforma e garante seu sustento. Tudo não passa, segundo Araújo, de um plano elaborado contra ele.

“Estão tentando me difamar. Estão tentando desconstruir, destruir minha imagem, estão tentando de todo jeito distribuir áudios que, fora de contexto, leva vocês a crer que do lado de cá eu sempre soube que as coisas dariam errado.”

Apesar da criação da “empresa que cria empresas” ser a prioridade de Leonardo Araújo, investidores da plataforma seguem sem receber seus valores.

Leia também: CEO da DD Corporation afirma que não fugirá e reclama de ameaças sofridas

Forex Crypto News: Cripto Facil