Bitcoin valoriza em meio ao clima tenso entre EUA e Oriente Médio

Nesta quinta-feira, 02 de janeiro, um bombardeio realizado pelos Estados Unidos matou Qassem Soleimani, um general iraniano tido como um dos homens mais poderosos do Irã. Além de Soleimano, o ataque também matou Abu Mahdi al-Muhandis, chefe de milícia iraquiana apoiada pelos iranianos. Após as primeiras notícias do bombardeio, que tiveram início às 22h do dia 02, o Bitcoin retornou a zona de US$7 mil – um avanço de 2,66% nas últimas 24 horas. É possível que os fatos estejam relacionados.

Uma alternativa às sanções

O Irã já é alvo de sanções econômicas dos Estados Unidos, e seus cidadãos não podem mais participar de negociações envolvendo o dólar. Muito já se falou em como o Bitcoin poderia ajudar o Irã a burlar as sanções e manter o fluxo do comércio exterior negociando por meio da criptomoeda. Em julho de 2019, o Irã até mesmo autorizou a mineração de criptomoedas, talvez seguindo o rumo das previsões.

Desta forma, é natural enxergar o Bitcoin como uma potencial reserva de valor aos cidadãos iranianos. No cenário em que um general iraniano é morto, tal funcionalidade do Bitcoin se torna ainda mais clara, mas não só para eles.

O valor do petróleo aumentou após o ataque, bem como o dólar passou a operar em alta. Ran NeuNer, apresentado do programa Crypto Trader da CNBC, comentou no Twitter:

“Tensões entre EUA e Oriente Médio, o dinheiro vai para o ouro e Bitcoin. O padrão está se tornando cada vez mais definido, conforme investidores se tornam mais abertos ao Bitcoin como alternativa ao ouro!”

O fato do dólar ser a moeda global para negociações se torna problemático quando o país por trás de sua emissão se envolve em uma tensão política como a atual. Por coincidência, Anthony Pompliano publicou em seu Twitter na tarde do dia 02 de janeiro um vídeo em que ele menciona as qualidades do Bitcoin:

“Com o tempo, as pessoas escolherão uma moeda que não é controlada por um governo.”

Pela movimentação positiva no valor do Bitcoin (que indica uma tendência de compra) e o comentário de NeuNer, tudo indica que as pessoas já estão mais abertas ao Bitcoin como reserva de valor – especialmente aqueles que vivem em países sancionados, como o Irã.

É possível que a alta do Bitcoin escorada pela recente tensão dure conforme as consequências do ataque se desenvolvem, uma vez que o presidente iraniano Hassan Rouhani afirmou que o Irã está mais determinado a resistir aos esforços feitos pelos Estados Unidos após a morte de seu general.

Leia também: Estados Unidos aplicam sanções contra supostos grupos hackers da Coreia do Norte

Forex Crypto News: Cripto Facil

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *