Binance é acusada de peculato por bloquear R$ 4,5 milhões em criptomoedas

Binance é acusada de peculato por bloquear R$ 4,5 milhões em criptomoedas

A maior exchange do mundo em volume de negociações, a Binance, está sendo acusada de desviar R$ 4,5 milhões em criptomoedas. Isso porque, em novembro de 2018, a exchange bloqueou uma conta contendo o valor informado, exigindo informações adicionais sobre a origem dos fundos como parte da política KYC/AML. O proprietário da conta acusa a Binance de peculato, um crime de subtração ou desvio, mediante abuso de confiança.

De acordo com o portal de notícias Forklog, que noticiou primeiro sobre o caso no dia 6 de abril, com dados da Hackcontrol, empresa de consultoria em segurança cibernética, a Binance informou que a conta havia sido suspensa a pedido da polícia sul-coreana. Entretanto, o proprietário da conta alega que as autoridades policiais locais não registraram queixas contra ele.

O usuário da exchange forneceu ao ForkLog um endereço no qual ele fez depósitos.

  • 4.5609 BTC (US$ 28.610 no momento do bloqueio);
  • 1600.215 ETH (US$ 342.446 no momento do bloqueio);
  • 4290.39 ETC (US$ 40.244 no momento do bloqueio);
  • 1189.726 LTC (US$ 73.763 no momento do bloqueio);
  • 169 646 IOTA (US$ 98.395 no momento do bloqueio);
  • 33.895,14 EOS (US$ 187.780 no momento do bloqueio);
  • 810 807 TRON (US$ 16.216 no momento do bloqueio);
  • 227.365 ZEC (US$ 29.557 no momento do bloqueio);
  • 128 XMR (US$ 14.336 no momento do bloqueio);
  • 164,6 DASH (US$ 26.000 no momento do bloqueio);
  • 0,765 BCH (US$ 482 no momento do bloqueio);
  • 1170 USDT (US$ 1.170 no momento do bloqueio).

O que dizem as partes

Segundo o dono da conta, a Binance suspeitou inicialmente de uma transferência de 2.844.881 ETH para a conta de negociação, mas ele afirmou ter explicado a origem dos fundos. Entretanto, segundo ele, a Binance teria suspendido mesmo assim a conta citando a polícia sul-coreana.

Só que representantes da Binance disseram que o usuário teria recebido uma parcela significativa de 3.995 ETH roubados de um projeto coreano em 8 de novembro de 2018. A Binance disse que dez dias depois a polícia solicitou que a exchange devolvesse os fundos à startup afetada.

O usuário também disse que a polícia sul-coreana negou ter feito qualquer reclamação sobre ele ou ter pedido o bloqueio ou transferência de fundos.

“Eu tenho todos os motivos para acreditar que a Binance desviou meu dinheiro para si. A comunicação com eles acontece desde 21 de novembro de 2018. Já faz 18 meses”, enfatizou o usuário.

Vítimas preparam ação coletiva

De acordo com a matéria, o HackControl descobriu casos semelhantes e o dano total é estimado em mais de R$ 15,5 milhões. Ainda segundo a HackControl, vítimas estão preparando uma ação coletiva e vão cobrar acusações criminais contra a Binance.

Leia também: Binance anuncia seu primeiro pool de mineração de Bitcoin

Forex Crypto News: Cripto Facil