Banco da Inglaterra destaca que empresas privadas podem auxiliar na emissão de CBDC

Banco da Inglaterra destaca que empresas privadas podem auxiliar na emissão de CBDC

Quando o assunto são moedas digitais emitidas por bancos centrais (CBDC, na sigla em inglês), geralmente as pesquisas são conduzidas pelos bancos centrais em parceria com outros órgãos de governo. No entanto, o Banco da Inglaterra (BoE) afirmou que está aberto à possibilidade de trabalhar em parceria com empresas privadas.

Durante um webinar realizado na terça-feira, 07 de abril, analistas do BoE que trabalham na iniciativa de CBDC do Reino Unido disseram que havia uma possibilidade de que empresas privadas pudessem ter um papel muito maior na emissão e distribuição de dinheiro.

Embora o BoE já tenha dito que o Bitcoin e outras criptomoedas semelhantes não atendem aos critérios necessários para serem considerados dinheiro, o analista de CBDC do BoE, Ben Dyson, disse que “isso não significa que é impossível alguém melhorar essa tecnologia e criar algo que preencha as qualidades de dinheiro”.

“Vimos propostas ao longo do ano passado de grandes empresas de tecnologia, por exemplo, para construir sistemas de pagamentos e criptoativos que poderiam funcionar mais como dinheiro estável”, disse ele.

Embora possam introduzir novos riscos no sistema monetário, Dyson disse que as moedas privadas podem trabalhar ao lado de qualquer iniciativa futura do CBDC se oferecerem utilidade real.

Dyson não mencionou o projeto Libra que foi lançado em junho passado, mas o plano liderado pelo Facebook é construir uma stablecoin com base em uma cesta de moedas fiduciárias. Desde o seu anúncio, houve um tsunami de reação de reguladores e políticos de todo o mundo.

“Se essas propostas estão respondendo a uma necessidade real – por exemplo, alguma fraqueza no sistema de pagamentos existente ou alguma categoria de usuários que não estão sendo atendidos pelos sistemas de pagamento existentes – pode haver um papel do setor público na abordagem de alguns dessa necessidade, além de deixá-la para o setor privado “, explicou Dyson.

Evitando privacidade

As opiniões do BoE sobre moedas privadas são diferentes das de outros bancos centrais, que se posicionaram especificamente contra a iniciativa de moeda digital do Facebook, bem como sobre o mercado de moedas privadas como um todo.

Em fevereiro, o governador do Federal Reserve dos EUA, Lael Brainard, disse que a motivação para pesquisar CBDCs era combater a proliferação de moedas privadas, como a Libra, que poderiam existir fora da regulamentação norte-americana. A China, por sua vez, acelerou seu plano de criar um yuan digital após o anúncio da Libra, feito em junho do ano passado.

Recentemente, o BoE emitiu um documento no qual é feita a discussão a respeito a implementação de uma CBDC, o que indica que as discussões sobre o tema já estão maduras na terra da rainha Elizabeth II.

Leia também: Liderança do FMI defende adoção de CBDCs

Forex Crypto News: Cripto Facil