Banco Central da China nega rumores de que criptomoeda estatal será lançada em novembro

O Banco Popular da China (PBoC, na sigla em inglês), banco central do país, negou rumores recentes de que a criptomoeda oficial do país seria lançada em novembro.

Conforme relatou o CriptoFácil no final de agosto, diversos veículos afirmaram que a criptomoeda poderia ser lançada dia 11 de novembro. No entanto, o PBoC disse neste sábado, 21 de setembro, que a data era uma “especulação imprecisa”, assim como detalhes sobre as empresas que estão participando do projeto da moeda digital. A informação foi divulgada pelo portal chinês Global Times, o qual citou fontes oficiais do governo chinês.

As reportagens também sugeriram que grandes bancos como ICBC, Banco da China e Banco Agrícola da China, bem como as empresas Alibaba, Tencent e UnionPay, atuariam como fornecedoras para o yuan digital.

Enquanto o banco central não considera essa sugestão, seu ex-governador Zhou Xiaochuan disse em julho que uma opção seria permitir que “entidades comerciais” emitissem a moeda digital, como Hong Kong faz com sua moeda local. Ele também disse que o anúncio do projeto Libra, liderado pelo Facebook, significa que o governo deve “fazer bons preparativos e tornar o yuan chinês uma moeda mais forte”.

O Global Times disse em seu relatório que o PBoC divulgará uma declaração de progresso e prazos sobre o lançamento da criptomoeda estatal. O PBoC também pediu ao público que leve em conta as declarações oficiais para obter informações.

A instituição ainda traçou uma linha entre sua moeda digital e criptomoedas como o Bitcoin, chamando sua tecnologia de “moeda digital legal” centralizada a ser apoiada financeiramente pelo governo. A moeda digital não está planejada para substituir o yuan e será usada no setor de varejo e para pagamentos, acrescentou o PBoC.

Leia também: Banco central da China anuncia criptomoeda própria em resposta à Libra do Facebook

Forex Crypto News: Cripto Facil