Apple e Google aceitam aplicativo que usa Ethereum para comprovar vacinação contra o Covid-19

Apple e Google aceitam aplicativo que usa Ethereum para comprovar vacinação contra o Covid-19

A empresa Civic Technologies é focada em soluções em blockchain, principalmente Ethereum. Ela angariou R$ 235 milhões em 2017 por meio de uma oferta inicial de moedas (ICO, na sigla em inglês).

Conforme noticiado pela Forbes, a empresa firmou uma parceria com o Circle Medical, um famoso hospital.

O objetivo é desenvolver um sistema de vacinação autenticado na blockchain Ethereum, com uso já previsto quando uma vacina contra o coronavírus for desenvolvida.

Google e Apple abraçam o aplicativo

Notadamente, tanto a App Store quanto o Google Play aceitaram o aplicativo da Civic Technologies.

Além de autenticar se as vacinas do usuário estão em dias, também será possível utilizar Bitcoin, Ethereum e o token da empresa em compras.

A proposta do aplicativo ainda inclui a privacidade do usuário. O CEO da Civic Technologies, Vinny Lingham, explicou à Forbes:

“Você nem precisa informar seu nome, ou algo do tipo. Você pode entrar em um estádio de forma anônima como você faz hoje, provando ao atravessar os portões que foi vacinado.”

O usuário cria um perfil fazendo um mapeamento 3D de sua face. Basta firmar seu rosto de diferentes ângulos com o smartphone.

Após, a reportagem explica que um documento válido deve ser informado, sendo ele armazenado em uma carteira digital.

Entretanto, nem mesmo a Civic tem acesso ao documento. Ela fica armazenada apenas no celular do usuário.

Compartimentando informações

As informações do documento são então divididas. Desta forma, o usuário escolhe a qual informação dará acesso.

O aplicativo já conta com 12 mil downloads, além de uma lista de espera de 100 mil usuários.

Por baixo de todo esse esquema de privacidade, estão contratos inteligentes da rede Ethereum.

Segundo a Forbes, toda vez que critérios forem atendidos, tarefas serão executadas. Os contratos serão ainda mesclados com algoritmos de provas de conhecimento-zero.

Em outras palavras, esse mecanismo fará com que nem o validador tenha acesso às informações. Apenas será informado se o requisito foi cumprido, ou não.

Trata-se de uma forma segura de prestar informações médicas relevantes, sem uma exposição exagerada.

Leia também: Banco Central oficializa sistema de pagamentos instantâneos e marca o fim de TED e DOC

Leia também: Ex-Goldman Sachs fala sobre alta significativa do Bitcoin que pode ocorrer em breve

Leia também: Comando Vermelho é transformado em tokens ERC-20 do Ethereum

Forex Crypto News: Cripto Facil