Adam Back diz que existe mais incentivo para construir novas altcoins do que melhorar o Bitcoin

O pioneiro do Bitcoin e CEO da Blockstream Adam Back explicou durante o evento Transylvania Crypto Conference que há um maior incentivo financeiro para a criação de altcoins em comparação à construção de novas aplicações para o Bitcoin. Os comentários de Back foram replicados pela Forbes no início desta semana.

O site observou que Back também é o co-autor do artigo “Habilitando inovações em blockchain com sidechains atreladas”, sobre as sidechains (cadeias laterais) do Bitcoin. O fato torna suas declarações ainda mais relevantes, visto que no artigo supracitado, ele e seus colegas pesquisadores expressaram uma ideia contrária: a de que as sidechains do Bitcoin terão vantagens substanciais sobre as altcoins.

Vale ressaltar que a Blockstream é a empresa que lançou a Liquid, sidechain que opera na rede do Bitcoin. Em julho, a Blockstream também lançou uma nova ferramenta que permite aos usuários executar swaps atômicos para todos os ativos suportados pela rede Liquid, conforme relatou o CriptoFácil.

Sidechains versus altcoins

Durante a conferência mencionada, Back explicou que – apesar dos cinco anos que se passaram desde a proposta das sidechains – ele ainda acredita que as sidechains diminuirão o apelo das altcoins a longo prazo. Ele também deu sua própria opinião sobre a evolução do desenvolvimento de altcoins:

“Na história das altcoins, parecia que houve um período em que havia um grande número delas sem características. […] E isso acabou. E então as pessoas começaram a precisar de uma nova maneira de comercializá-las, adicionando recursos. Alguns deles possuíam características reais e outros eram histórias para comercializar [suas altcoins].”

Back explicou que as sidechains podem trazer os recursos das altcoins para o Bitcoin, mas que os incentivos econômicos diminuem a motivação para o desenvolvimento de tais sistemas. Criar um altcoin, segundo ele, é simplesmente mais lucrativo do que desenvolver um sidechain sem nenhum novo criptoativo atrelado.

Ainda assim, ele também prevê que algumas mudanças ocorrerão depois que as sidechains tornarem-se mais viáveis ​​do que são atualmente:

“Esse incentivo financeiro permanecerá, mas terá menos credibilidade, porque se você tiver um mecanismo de extensão muito fácil de usar para o Bitcoin e exemplos de extensões que fazem algo simples em que você pode se basear, não há realmente uma boa história sobre por que você precisa fazer isso em outra rede.”

Sidechains seguras e sem confiança

Ele também observou que suas ideias não se aplicam apenas às cadeias laterais, mas a todas as soluções de segunda camada criadas sobre o Bitcoin, como a solução de escalabilidade Lightning Network (LN). No entanto, ele admite que as soluções atuais ainda não são confiáveis ​​ou seguras o suficiente.

O matemático Andrew Poelstra, da Blockstream, já havia expressado a ideia de que as provas de zero conhecimento (zero knowledge proofs) da criptografia de ponta podem eventualmente permitir o surgimento de sidechains melhores. Back também abordou o assunto, mas disse que essas implementações ainda precisam de alguns anos de desenvolvimento até se tornarem viáveis.

“Essa é uma prova enorme, e todos os sistemas de prova atuais estão longe de serem capazes de fazer isso, e alguns deles fazem suposições de segurança experimentais. Talvez a segurança e a escalabilidade melhorem o suficientemente, e então podemos criar sidechains gerais e totalmente seguras apenas com o bloco principal da cadeia verificando uma lista deles. Isso seria muito legal.”

Recentemente, uma pesquisa divulgou que quase US$77 milhões em Bitcoin estão atualmente bloqueados nas sidechains da rede.

Leia também: Adam Back prevê que dominância do Bitcoin atingirá 90% do mercado de criptoativos

Forex Crypto News: Cripto Facil

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *