80% de Chainlink disponível é controlado por apenas 1% das carteiras

80% de Chainlink disponível é controlado por apenas 1% das carteiras

Na semana passada, a Chainlink (LINK) atingiu sua máxima histórica. No entanto, os ganhos da criptomoeda estão limitados a um pequeno grupo de carteiras.

A empresa de análise Glassnode fez um levantamento sobre a concentração de LINK entre os investidores. Segundo os dados, cerca de 80% dos tokens estão concentrados em apenas 125 carteiras. Essas carteiras representam apenas 1% do total de endereços.

Os dados também indicam que a concentração tem aumentado nos últimos dois anos. Segundo o gráfico, o número era de “apenas” 60% em setembro de 2019.

Evolução da concentração de LINK no 1% dos endereços
Evolução da concentração de LINK no 1% dos endereços. Fonte: Glassnode.

Esses 125 endereços representam cerca de 1% do total de endereços da LINK. Atualmente, existem 401 milhões de LINK em circulação. Portanto, cerca de 360 milhões estão nestes endereços.

Na média, cada carteira possui 2,880 milhões de tokens LINK. A pesquisa da Glassnode levou em conta os tokens LINK que não estão armazenados em exchanges.

Concentração aumenta com dados de exchanges

A Glassnode também fez um cálculo de concentração incluindo os tokens LINK que estão em exchanges. E nesses casos, a concentração é ainda maior.

Dados Etherscan mostram que, com as exchanges, o percentual de LINK sobre para 82,7%. No entanto, esse percentual é mantido por apenas 100 carteiras. Isso representa menos de 0,03% dos endereços da LINK.

Segundo Liesl Eichholz da Glassnode, o “sentimento de alta” continua forte no mercado. Os traders mais antigos seguem fortes nas compras, apesar da alta histórica.

“A concentração contínua da oferta sugere que, mesmo com o aumento da oferta disponível, os principais detentores do LINK ainda estão otimistas e continuam a adquirir mais”, afirmou.

A Glassnode também identificou a venda de tokens por parte da equipe da LINK. Foram 52 milhões de LINK que saíram das carteiras da equipe nos últimos 100 dias.

No preço atual da criptomoeda em R$ 116,32, isso significa uma venda total de cerca de R$ 6 bilhões. No entanto, nem isso tem limitado o ímpeto dos traders.

Leia também: YouTuber transforma R$ 260 em R$ 200 mil com Bitcoin

Leia também: Queda a caminho? Traders alavancam Bitcoin aguardando alta

Leia também: Ethereum rompe máxima histórica e valoriza mais que o Bitcoin em 2021

Forex Crypto News: Cripto Facil